Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Malévola arrecada US$ 600 milhões na bilheteria mundial

Estrelado por Angelina Jolie e Elle Fanning, Malévola está entre os 4 filmes de 2014 que mais lucraram na bilheteria ao redor do mundo

CARAS Digital Publicado em 02/07/2014, às 19h14 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Malévola - Divulgação
Malévola - Divulgação

O filme Malévola conquistou milhares de fãs ao redor do mundo. Estrelado por Angelina Jolie e Elle Fanning, a adaptação do conto de fadas A Bela Adormecida, da Disney, faturou mais de US$ 600 milhões na bilheteria de todo o mundo. A notícia foi dada pelo site Variety, que afirma que a quantia seria ultrapassada nesta quarta-feira, 2.

Além disso, a publicação conta que, com a verba arrecadada, o filme é o quarto longa-metragem de 2014 a atingir tal marca. Assim, fica ao lado de Capitão América 2: O Soldado Invernal, O Espetacular Homem-Aranha 2 e X-Men: Dias de um Futuro Esquecido.

Na época de divulgação de Malévola, Jolie falou sobre o motivo de ter aceitado o convite. “Eu falei para eles: ‘Deixem-me contar a história real, mas vocês não podem contar isso para ninguém’. Então, isso acabou sendo um teste também, como qualquer pai/mãe faria. No dia seguinte, ouvi Shiloh entrando em uma briga com um outro garoto e defendendo Malévola, dizendo: ‘Você não entende quem ela é’. Eles discutiam e eu pensei: ‘Essa é a razão para fazer o filme’”, disse.

O filme ainda contou com a participação da filha da atriz com Brad Pitt, Vivienne, que foi a única criança que não ficou assustada ao ver Angelina com a caracterização de vilã. “Nós [Jolie e Brad Pitt] achamos que é divertido que os nossos filhos possam fazer participações especiais e estar conosco no set, mas não como atores. Isso não é o nosso objetivo. Mas as outras crianças de 3 ou 4 anos de idade não conseguiam ficar perto de mim. Tinha que ser uma criança e que não tivesse medo dos meus chifres, olhos e garras. Tinha que ser Viv”, contou.