cinema Engajado

George Clooney incentiva boicote de hotel por relação com a morte de gays

Ator de Hollywood pede boicote por leis anti-LGBT+ em Brunei

CARAS Digital Publicado sexta 29 março, 2019

Ator de Hollywood pede boicote por leis anti-LGBT+ em Brunei
George Clooney é pai de gêmeos - AKM-GSI

George Clooney não ficou nada feliz de saber que na próxima semana Brunei vai implementar uma lei que impõe a pena de morte a homossexuais.

O país da Ásia instituiu que a partir do dia 3 de abril relações com pessoas do mesmo sexo e adultério são passíveis de assassinato por apedrejamento.

O ator se pronunciou dizendo que a lei é uma ''violação dos direitos humanos''. Por isso, propôs que houvesse um boicote a estabelecimentos administrados por indivíduos provenientes do pequeno território do sudeste asiático.

Como é o caso de alguns dos hotéis mais luxosos de Hollywood, a rede Dorchester Collection é bancada pela agência Brunei Investment, cujo dono é o Sultão Hassanal Bolkiah, um dos homens mais ricos do mundo. Outras posses são os famosos Beverly Hills Hotel e Hotel Bel-Air.

''Toda vez que nos hospedamos ou fazemos reuniões ou jantamos em qualquer uma dessas nove instituições, estamos colocando dinheiro diretamente nos bolsos de homens que escolhem apedrejar e chicotear até a morte seus próprios cidadãos'', falou o astro ao site Deadline.

 

 

Último acesso: 26 Feb 2021 - 19:40:34 (316508).

Leia também

TV CARAS