Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Barbra Streisand afirma que seus cães são clonados; entenda

Em entrevista reveladora, a atriz e cantora disse que Miss Scarlett e Miss Violet são frutos de células clonadas

CARAS Digital Publicado em 28/02/2018, às 15h42 - Atualizado às 15h44

Barbra Streisand afirma que seus cães são clonados - Getty Images/Reprodução/Instagram
Barbra Streisand afirma que seus cães são clonados - Getty Images/Reprodução/Instagram

Barbra Streisand confessou, em entrevista à publicação americana Variety, que clonou as células de sua cachorra, Samantha, que faleceu em 2017. Tal processo teria resultado em duas de suas três cadelas: Miss Scarlett e Miss Violet.

"Elas têm personalidades diferentes", afirmou Barbra. "Estou esperando elas envelhecerem para saber se vão ter os olhos castanhos de Samantha ou sua austeridade".

A entrevista ainda traz outros pontos interessantes:

1. Barbra afirma que foi cotada para dirigir o filme Estrelas Além do Tempo, indicado em três categorias do Oscar em 2016, mas que o posto acabou sendo ocupado por Ted Melfi. Streisand disse que Melfi fez um ótimo trabalho, mas que gostaria de ter dirigido o longa.

2. Se recusando a cantar nos palcos da Broadway novamente, Barbra afirmou que os únicos papeis pelos quais atuaria com certeza seriam o de Mama Rose, numa adaptação cinematográfica do musical Gypsy, e o de Sarah Bernhardt, famosa atriz francesa do século 19.

3. Barbra afirmou estar satisfeita com o remake de A Star is Born, filme que protagonizou há 42 anos e que agora está sendo dirigido por Bradley Cooper e estrelado por Lady Gaga. Após visitar o set de filmegens, a artista decretou: "Eu acho que Cooper está fazendo um ótimo trabalho com Gaga".

4. Streisand afirmou não ter tido conhecimento da postura sexista e predatória de Harvey Weinstein, mas demonstrou desprezo pelo comportamento do produtor ao chamá-lo de "vulgar" e "grosseiro".

5. Em meio a uma cisão na opinião pública americana, Barbra afirmou que duvida que a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de 2016 tenha sido legítima. "Eu conversei com senadores do Michigan e do Wisconsin. Eu acredito que, assim como no caso do Bush [das eleições de 2000], as urnas de voto foram burladas".