Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Cinema / ROTEIRO

Após polêmicas, James Gunn está de volta para dirigir Guardiões da Galáxia 3

Após ser demitido, Estúdios Disney e Marvel Studios voltam atrás e contratam James Gunn para dirigir Guardiões da Galáxia 3

CARAS Digital Publicado em 15/03/2019, às 17h57 - Atualizado às 17h58

James Gunn - Reprodução / Instagram e Divulgação / Marvel Studios
James Gunn - Reprodução / Instagram e Divulgação / Marvel Studios

Os fãs de Guardiões da Galáxia podem comemorar pois James Gunn está de volta!

A decisão de demitir James de seu posto como roteirista e diretor do longa foi reconsiderada, de acordo com o The Hollywood Reporte, o presidente dos EstúdiosDisneyAlan Horn, ao lado da Marvel Studios realizaram diversas conversas com Gunn para discutir sobre os acontecimentos.

Em junho do ano passado, o roteirista foi demitido após internautas daextrema-direita americanadescobrirem seus antigos tuítes sobre assuntos delicados comopedofilia, aids e estupros. James também criticava constantemente o presidente americano Donald Trump.

A notícia de seu afastamento fez com que os fãs se pronunciassem. De um lado, os fãs que ficaram tristes e realizaram uma petição para que ele voltasse a seu antigo posto. De outro, os críticos que afirmavam que ele deveria pagar pelas ofensas.

O elenco não deixou de se pronunciar sobre o ocorrido. Chris Pratt, o famoso herói divertido Péter Quill, publicou uma carta aberta assinada por todo o elenco.

"Nós damos todo o apoio a James Gunn. Nós ficamos muito chocados com a repentina demissão e esperamos esses 10 dias para nos posicionarmos para podemos pensar, rezar, ouvir e discutir. Nesse tempo, fomos encorajados pelo grande apoio de fãs e membros da mídia que desejam ver James voltando a ser diretor do Volume 3, e também fomos desanimados por aqueles tão facilmente enganados que acreditaram nas muitas teorias de conspiração extravagantes sobre James. "Estar nos filmes dos Guardiões está sendo uma honra para cada um. Nós não podemos deixar esse momento passar sem demonstrar nosso amor, apoio e gratidão por James. Nós não estamos aqui para defendê-lo de suas piadas, feitas há muitos anos, mas queremos compartilhar a nossa experiência em passar tantos anos com ele nos sets de gravações. A forma que ele se mostrou após sua demissão é consistente com o homem que ele era todos os dias no set, e seu pedido de desculpas -- tanto de agora como o de anos atrás, quando falou pela primeira vez sobre essas piadas -- acreditamos que é do coração, um coração que todos conhecemos, confiamos e amamos", afirmou o ator.

Após ser demitdo, Gunn utilizou as redes sociais e desabafou sobre suas publicações. "Muita gente que acompanha minha carreira sabe que, quando comecei, eu me via como um provocador, fazendo filmes e contando piadas que eram ofensivas e tabu. Como discuti publicamente muitas vezes, assim como eu evoluí como pessoa, o mesmo aconteceu com meu trabalho e meu humor", afirmou ele. "Isso não é dizer que sou melhor, mas sou uma pessoa muito diferente de quem eu era uns anos atrás; hoje eu tento focar meu trabalho em amor e conexão e em menos raiva. Meus dias falando qualquer coisa só para chocar e conseguir uma reação acabaram. No passado eu me desculpei por meu humor ter machucado pessoas”, revelou ele.

Um dos grandes motivos de sua volta foi devido ao seu pedido de desculpas. O terceiro filme da trilogia continua sem data de estreia. Entretanto, os personagens de Guardião da Galáxiaretornarão para Vingadores: Ultimato, que estreia em 25 de abril de 2019.