Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Cinema / Oscar 2019

Após escândalo de homofobia, Oscar 2019 não terá apresentador

Kevin Hart, cotado para ser o hoster, arranjou confusão com tweets antigos

CARAS Digital Publicado em 10/01/2019, às 13h33 - Atualizado às 14h34

Estatueta do Oscar - Getty
Estatueta do Oscar - Getty

A premiação mais esperada do ano, o Oscar, terá um formato totalmente diferente do clássico em 2019. Segundo o Variety, a cerimônia da Academia dispensou apresentadores na edição deste ano. 

A decisão foi tomada após a polêmica que ocorreu com Kevin Hart, de Jumanji. O ator havia sido convidado para ser o apresentador da cerimônia, mas o convite foi desfeito após diversos tweets homofóbicos antigos serem revelados. 

Por isso, a aposta de 2019 vai ser em um modelo diferente para a entrega dos prêmios. No lugar de 1 apresentador, diversos atores relevantes subirão ao palco e anunciarão os vencedores de cada categoria. A última vez que o Oscar teve esse formato foi há mais de 30 anos. 

Antes de cancelar a participação de Hart, a Academia exigiu que o ator se desculpasse pelos atos, mas ele se recusou, afirmando que já havia pedido desculpas anteriormente.

Posteriormente, em entrevista à Ellen DeGeneres, Hart desculpou-se novamente, mas disse que não queria mais apresentar o Oscar para que a polêmica não ofuscasse a premiação. Os organizadores do The Academy Awards garantiram que após a recusa o nome foi completamente descartado, e que Hart não seria mais o hoster do evento de qualquer maneira. 

A única possibilidade para a mudança do plano de vários apresentadores é se uma grande estrela do cinema do ano aparecer disponível para apresentar, mas a Academia não nutre esperanças, já que a premiação ocorrerá em fevereiro.