cinema Polêmica

Após 20 anos de silêncio, esposa de Woody Allen faz declaração e defende diretor. Entenda a polêmica

Soon-Yi concedeu uma entrevista reveladora e atacou sua mãe adotiva, Mia Farrow

CARAS Digital Publicado segunda 17 setembro, 2018

Soon-Yi concedeu uma entrevista reveladora e atacou sua mãe adotiva, Mia Farrow
Soon-Yi, Woody, e suas duas filhas - Getty

Um dos maiores escândalos do mundo dos famosos é a relação conturbada de Woody Allen com a ex-esposa, Mia Farrow, e sua família. Os dois começaram seu relacionamento em 1979. A atriz já era mãe de 6, sendo 3 biológicos e 3 adotados. Entre estes últimos estava Soon-Yi. Em conjunto com o diretor, eles adotaram Moses e Dylan, além de terem juntos um filho biológico, Ronan.

Em 1991, Allen estava com 56 anos. E, mesmo ainda estando casado com Mia, iniciou um relacionamento com Soon-Yi, na época com 21 e recém-matriculada na faculdade. “Eu vim da faculdade de férias e ele me mostrou um filme de Bergman, acho que era o O Sétimo Selo, mas não tenho certeza. Conversamos sobre ele, e eu devo ter sido incrível, porque ele me beijou. Acho que foi assim que começou", contou à revista New York de setembro.

Em janeiro de 1992, sua mãe descobriu o relacionamento ao encontrar fotos da garota nua no apartamente do cineasta. Os dois terminaram e começaram uma batalha pela custódia dos três filhos que tinham juntos. Cerca de seis meses depois, Mia divulgou um vídeo de sua filha Dylan, então com 7 anos, acusando o pai de abusos sexuais. Allen negou, e ainda nega, todas as acusações. Para uns, a mãe da garota teria manipulado os fatos para culpá-lo em meio à briga pela custódia.

Em sua entrevista à revista, Soon-Yi relata que a mãe era cruel com ela e com os irmãos adotivos. “Mia costumava escrever palavras no meu braço, o que era humilhante. Então, eu sempre usava camisas de mangas compridas. Ela também me deixava de cabeça para baixo, segurando pelos pés, para fazer o sangue escorrer para minha cabeça, o que me faria mais esperta", relatou. Além disso, contou que a mãe demonstrava poder com tapas no rosto e xingamentos, além de usá-los como "empregados domésticos"

Soon-Yi negou as acusações de pedofilia e abuso sexual destinadas ao astro e posicionou-se ao lado do marido. “O que aconteceu com Woody é tão perturbador, tão injusto. [Mia] desfilou Dylan como uma vítima. E toda uma nova geração está ouvindo sobre isso de uma forma errada”, afirmou. 

Soon-Yi e Woody casaram-se em 1997 e são pais de duas filhas adotadas, ambas adultas.

NEGAÇÃO

Dylan Farrow hoje tem 33 anos. Durante mais de duas décadas, a garota se manteve firme nas acusações de assédio contra o pai adotivo. Após a entrevista ter sido divulgada pela revista, ela fez questão de se posicionar. 

"Graças à minha mãe, eu cresci numa casa maravilhosa, repleta de amor, que ela criou. Eu tenho uma mensagem para a mídia e os aliados de Woody Allen: ninguém está me pintando como vítima. Eu continuo sendo uma mulher adulta, fazendo uma alegação crível e que não mudou há duas décadas e tendo suporte de evidências", garantiu ela. 

Além disso, criticou a posição da revista de ter colocado uma repórter amiga do diretor para escrever a matéria. "A autora escreveu sobre sua amizade e proximidade com Woody Allen. A ideia de deixar a amiga de um susposto predador escrever uma matéria com apenas um lado, atacando a credibilidade de sua vítima, é nojenta", reprimiu. 

Último acesso: 12 Jun 2021 - 08:12:57 (306888).

Leia também

TV CARAS