Paola: ‘As críticas eram para a Marina’

No Castelo de CARAS em NY, Paola Oliveira faz um balanço de sua última personagem e se diz tranquila em relação às críticas. "Senti que as críticas vieram muito em relação aos personagens, nunca em relação a mim"

Publicado sexta 16 setembro, 2011

No Castelo de CARAS em NY, Paola Oliveira faz um balanço de sua última personagem e se diz tranquila em relação às críticas.
Paola Oliveira - AgNews

Paola Oliveira (29) já está começando a sentir o gostinho das férias após Insensato Coração. A atriz, que viveu a mocinha protagonista na novela das 9, esteve no Castelo de CARAS, em New York, e conversou com a CARAS Online sobre o desafio de interpretar a Marina. "Ela foi uma personagem que me amadureceu muito como atriz. Descobri coisas que eu não imaginava descobrir e tive que driblar outras", resumiu ela. "Redescobri que fazer mocinha é muito difícil. A gente fala isso sempre, mas quando você está com um papel na mão e tem que defendê-lo, aí sim você vê as dificuldades reais."

Par romântico de Eriberto Leão (39), o Pedro na novela, Paola vivia uma mulher moderna, bem-sucedida e com uma família bem-estruturada. Ingredientes que, para a intérprete, não ajudam na hora de conquistar o público. "Normalmente o vilão é que dá a apimentada na coisa, você ser só boa não facilita. Era difícil as pessoas acharem o conflito dessa mulher. A Marina teve várias fases nessa novela. E essas várias personalidades me trouxeram uma mulher tão real, que eu não imaginava a dificuldade que era fazer uma pessoa assim, de verdade, que você encontra na esquina... É como se ela não tivesse apelo para que as pessoas gostassem dela. A Marina foi um desafio do início ao fim", desabafou.

Sobre as críticas que surgiram, Paola deixa claro que só absorve as que tem fundamento, as demais, deleta. "Eu já estava preparada para isso. Eles escolheram uma trajetória para esse casal romântico, que normalmente se estabelece no 1º capítulo, no meio da novela. Então não estava muito nas minhas mãos. Era muito mais difícil para o público comprar esse casal", explica a atriz, sentindo-se aliviada pelos comentários negativos não terem sido por conta de sua atuação. "Senti que as críticas vieram muito em relação aos personagens, nunca em relação a mim. Às vezes a gente ouve que fulana de tal não está fazendo muito bem a personagem, mas não foi isso. Aí, sim, eu ia ficar mais chateada. Minha preocupação era se a Paola é que não está fazendo bem a Marina ou se não estavam gostando da Marina. Porque aí não depende de mim, né. Mas isso me deixou mais tranquila ao longo do caminho", disse ela, que viajou sem o namorido, Joaquim Lopes (31), no ar em Morde & Assopra.

Feliz com o resultado do trabalho - "deu certo no final, o casal dos mocinhos ganhou força e todos torceram por ele" - Paola se prepara para curtir dias de descanso. “A vida está começando a se acalmar. Ainda não estou totalmente em férias, dei uma fugida lá do Brasil e vim descansar um pouquinho. Volto na sexta-feira e já no sábado e domingo tem pré-estreias do filme”, contou ela, referindo-se ao longa Uma Professora Muito Maluquinha. "Digo que quando a gente faz novela, faz um monte de promessas, desde programas que eu falei que ia participar, até visitas na casa de tia e amigos. Estou cumprindo as minhas até ficar de férias mesmo. Também estou esperando o Joaquim terminar de gravar. Daí a gente vai curtir. Mas só de não ter gravação, dá pra ficar um pouco mais em casa, um pouquinho mais sossegada".

Angélica e Paola Oliveira: bate-papo em Nova York / foto: Wagner Az/ Honopix
Paola Oliveira / foto: Orlando Oliveira e Amauri Nehn/AgNews
Paola Oliveira / foto: Orlando Oliveira e Amauri Nehn/AgNews
Paola Oliveira e Joaquim Lopes / foto: Raphael Mesquita e Thyago Andrade/Photo Rio News
Paola Oliveira / foto: Alex Palarea / AgNews

Último acesso: 02 Mar 2021 - 03:58:59 (174966).

Leia também

TV CARAS