Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Fiorella lidera o brinde aos campeões

No castelo de caras, em NY, atriz celebra o êxito verde-amarelo no Us Open 2013

CARAS Publicado em 17/09/2013, às 16h53 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Após a vitória no Aberto de Tênis dos EUA, Fiorella chega, exuberante, ao Castelo de CARAS no Chevrolet Camaro. - Cadu Pilotto, Martin Gurfein E Selmy Yassuda/Artemisia
Após a vitória no Aberto de Tênis dos EUA, Fiorella chega, exuberante, ao Castelo de CARAS no Chevrolet Camaro. - Cadu Pilotto, Martin Gurfein E Selmy Yassuda/Artemisia

A festa de Fiorella Matheis (25), vencedora do Pro-AM CARAS US Open 2013, continuou em grande estilo fora das quadras do complexo Billie Jean King, em New York. O look esportivo usado na disputa que reúne ex-profissionais do tênis e amadores deu lugar a um radiante e sexy míni no jantar de premiação do campeonato, no Castelo de CARAS, em Tarrytown, oferecido pela Chevrolet. A euforia e o largo sorriso da atriz davam a dimensão do seu orgulho com a vitória na final em dupla com o australiano Patt Cash (48). Ao receber o troféu das mãos do consagrado Francisco Cuoco (79), ela falou sobre o emocionante dia. “Assim que venci, liguei para o meu marido, pois ele e toda família estavam torcendo muito. Eles me cobraram este título porque são muito ligados ao esporte”, disse ela, referindo-se ao ex-judoca Flávio Canto (38), com quem é casada desde julho.

Cada lembrança dos momentos vividos ao lado de lendas do esporte em quadra era contada com entusiasmo. Ao lado da mãe, Vilma (63), o ator Sergio Marone (32) disse ter sentido um frio na barriga ao saber a identidade de sua primeira parceira no jogo: a tcheca Martina Navratilova (56), detentora de 18 Grand Slams de simples, 31 de duplas e 10 de duplas mistas. “Fiquei muito nervoso porque ela é um mito. Logo pensei: não posso colocar esta mulher para ficar pegando bolinha. (risos) Estava com uma dor no pescoço antes do jogo, mas acho que a presença dela ali me deu um ânimo, que até esqueci. Aí, passei a dar o melhor de mim e confesso que até me surpreendi com o meu desempenho”, assegurou o ator.

Com o seu costumeiro bom humor, o vice-campeão Felipe Andreoli (33) provocou risadas ao receber o troféu das mãos da atriz Totia Meireles (54), que brilhou recentemente na TV como a vilã Wanda de Salve Jorge. “Como diria o Nelson Piquet, o segundo colocado é o primeiro dos últimos”, divertiu-se Andreoli, ao lado da mulher, a apresentadora Rafaella Brites (26), também participante do torneio. Encantada com as histórias relatadas, Totia disse entender o entusiasmo coletivo. Bailarina formada, ela já vivenciou emoção parecida ao gravar uma matéria para o programa Estrelas. “Eu tive a oportunidade de dançar Giselle em pleno palco do Theatro Municipal com o primeiro bailarino Marcelo Misailidis. Foi um momento marcante para mim, por isso entendo como deve ter sido maravilhoso para eles jogarem com os ídolos”, disse Totia, com o marido, o médico Jaime Rabacov (57).

Ao receber a estatueta da atriz Lucy Ramos (30), Jorge Pontual (46) se disse satisfeito com o terceiro lugar. “Sou muito justo. A Fiorella e o Andreoli mereceram, foi uma competição ótima. Fiquei feliz por estar neste pódio, treinei bastante, mas sei que se o Thiago não tivesse se machucado, eu não estaria ali”, admitiu. O ator Thiago Luciano (33), marido de Lucy, que já competiu profissionalmente no esporte, sofreu uma leve lesão na perna direita e acabou sendo obrigado a deixar a quadra. “Vim para ser campeão. Era para eu estar entre os três primeiros. Senti uma dor como nunca, fiquei muito decepcionado. Estar aqui e tudo o que fizemos neste dia intenso já valeu”, reiterou Thiago.

Apesar do dia de grandes emoções, ninguém demonstrava cansaço. E, em clima de alto astral, todos degustaram com prazer o jantar servido no charmoso restaurante Equus, preparado pelo chef Marc Lippman (47). No menu, pratos como Maine Lobster Salad, Rigatoni Pasta, Day Boat Bigantine Black Sea Bass e Organic Chicken Breast; de sobremesa, Molten Chocolate Cake e Mango Sorbet. Após elogiar o cardápio e sem desgrudar o olhar do seu grandioso troféu, Fiorella, que pratica tênis desde os 9 anos, citou alguns de seus ídolos. “As irmãs Venus e Serena Willians são uma referência para mim”, pontuou ela, ao lado da mãe, Sandra (52).

Priscila Sol (32) não subiu ao pódio, mas garantiu que a experiência vai ficar para sempre marcada em suas melhores memórias. “Não sou atleta profissional, mas fiquei apaixonada porque tudo foi muito encantador. Senti em quadra o mesmo frio na barriga que sinto antes de qualquer cena. É emocionante estar ali no templo do tênis”, disse. Este mesmo sentimento foi citado pelo ator Heitor Martinez (45). “Sou aficionado por esportes e acompanho os Grand Slams. Via jogos do Bjorn Borg e John McEnroe nos anos 1970 e sempre sonhei em assistir uma partida. Mas jogar nas quadras do US Open, além disso, ao lado de grandes ídolos, nem me passava pela cabeça. Fiz dupla com Michael Chang e joguei contra Todd Martin. É algo inesquecível. Já tenho história para contar aos meus netos”, resumiu ele, no elenco de Pecado Mortal, da Record, que estreia no dia 25 de setembro.