Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Um Jorge bem Amado na Imperatriz

Os emblemáticos personagens do escritor Jorge Amado desfilam na Sapucaí

Redação Publicado em 22/02/2012, às 14h32 - Atualizado às 14h41

A alegoria retrata o Pelourinho e exibe figuras de Jorge Amado e Zélia Gattai. - nilton ricardo / samuel chaves
A alegoria retrata o Pelourinho e exibe figuras de Jorge Amado e Zélia Gattai. - nilton ricardo / samuel chaves

A Imperatriz Leopoldinense deu uma verdadeira aula na avenida sobre a história e a obra do escritor baiano Jorge Amado (1912-2001), no ano que marca o centenário do seu nascimento. Personagens emblemáticas dos seus livros, editados e publicados em mais de 55 países, como Gabriela, Tieta, Perpétua e Dona Flor, com seus dois maridos, fizeram parte da festa nas 30 alas e sete alegorias a partir do enredo Jorge, Amado Jorge. Sem conquistar um título desde 2001, a agremiação passou com garra, mesmo enfrentando problemas na parte superior do sétimo carro, representando o Pelourinho, bairro no Centro Histórico de Salvador onde o escritor tinha casa, que hoje tornou-se a Fundação Jorge Amado. Além das esculturas do escritor e de Zélia Gattai (1916-2008), sua mulher por 56 anos, estavam os filhos do casal, Paloma (60) e João Jorge (64).

Na frisa do Camarote Devassa, os casais Bruna Di Tullio (30) e Pedro Pacheco (32) e Débora Nascimento (26) e Arthur Rangel (27) não perderam um detalhe da festa. No elenco de Máscaras, da Record, que estreia em abril, a paulista Bruna é fã do carnaval carioca. “Moro aqui há oito anos. Desde então, venho sempre ao Sambódromo. É um espetáculo único”, disse a atriz, que não planeja ser mãe tão cedo. “Queremos fazer tudo com calma”, explicou ela à paulistana Débora, que, com o marido empresário, acaba de se mudar para a Cidade Maravilhosa por conta das gravações de Avenida Brasil, a nova novela das 9 da Globo.