Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Ressaca, intoxicação alimentar... Saiba como se proteger dos principais problemas do Carnaval para curtir a folia

Experts do ramo da saúde dão dicas para você conseguir sambar tranquilamente durante a folia sem ter problemas no organismo

Luiza Camargo Publicado em 24/02/2017, às 11h35 - Atualizado às 11h49

Carnaval:   Ellen Rocche, Julianne Trevisol e Sabrina Sato - AgNews
Carnaval: Ellen Rocche, Julianne Trevisol e Sabrina Sato - AgNews

 Carnaval é época de alegria e animação. Porém, alguns problemas recorrentes da época, como ressaca, intoxicação alimentar e queimaduras do sol podem destruir a sua folia. Por isso, em entrevista à CARAS Digital, experts do mundo da saúde derma dicas para se proteger e evitar estes problemas durante o Carnaval; confira!

+Carnaval: Dicas de alimentação e hidratação para curtir os blocos de rua sem engordar e passar mal

Desidratação: Segundo a nutricionista Andrea Santa Rosa Garcia, o Carnaval é tempo de prestar atenção na alimentação, tomar precauções para que a diversão comece, evolua e termine bem, minimizando a possibilidade de problemas: “A água deve ser indispensável nesse período, principalmente se o dia estiver ensolarado, para não correr risco de desidratação”, ressalta. “Nos dias dos desfiles ou blocos, o ideal é que a pessoa esteja sempre com uma garrafinha do lado se hidratando”, indica a nutricionista.

 Ressaca: Para quem não abre mão da cerveja, vodka ou qualquer bebida alcoólica e está sofrendo com a ressaca, a dica da endocrinologista e metabologista Flavia Junqueira, é hidratação abundante sempre: “Nada de consumir refrigerantes que são ainda mais erosivos para o estômago que está sensível. Chás calmantes como camomila e erva cidreira também pode ajudar. Comidas leves e fáceis do corpo metabolizar, como sopas e caldos são ótimas opções para consumir nos dias de festa”, explica.

 Intoxicação alimentar: Com a rotina alterada por causa da folia, por exemplo, é comum o aumento do consumo de alimentos com corantes, gordura e açúcar, principalmente em lanchinhos e guloseimas na praia, no clube etc. Segundo a nutricionista funcional Flávia Cyfer, é nessa hora que pode acontecer a intoxicação do organismo, comprometendo o metabolismo: “O importante é não deixar de priorizar a ingestão de líquidos e o consumo de alimentos leves e crus de preferência”, explica.

-Ardência na pele: Para quem ficou o dia inteiro pulando de um bloco para outro e está sofrendo com ardência, devido ao calor intenso, segundo Julio Nogueira, Especialista em Medicina Estética do W Spa, a dica é tomar um banho frio, porém com um sabonete ideal para acalmar a pele após longos períodos exposta ao sol :"Dê preferência aos sabonetes com formulação hidratante, pois além de limpar, os cosméticos ainda são capazes de refrescar o corpo. Eles vão ajudar a tonificar e revigorar a derme queimada, deixando-a saudável e revigorada. O mais importante é passá-lo em movimentos circulares e suaves para não descamar a pele já prejudicada pelo sol. Como solução caseira para quem abusou do sol, indico o chafé de camomila, que é um chá de camomila bem concentrado que deve ser aplicado gelado sobre a pele para acalmar e hidratar,melhorando bastante a ardência e vermelhidão", ressalta o expert.

 Infecção urinária: Além do calor, o uso por muito tempo, de sunga ou biquíni molhado, típicos de quem vai pra bloco e segue para praia neste Carnaval, estimulam a proliferação de bactérias e fungos que podem levar à doença. As mulheres são as que mais sofrem com a cistite. Segundo o urologista Mauricio Rubinstein, professor doutor em Medicina pela Uerj, “elas são mais suscetíveis a infecções urinárias porque a uretra da mulher é mais curta do que a do homem e as bactérias têm, portanto uma distância menor a percorrer”.