Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Paulo Betti defende a Cris de 'A Vida da Gente'. “Traição é perdoável”

No carnaval carioca, Paulo Betti fala da emoção de desfilar e da traição entre Jonas e Cris na novela ‘A Vida da Gente’. “Não acho que o Jonas deveria perdoá-la, mas eu perdoaria a Cris. Traição é perdoável”

Redação Publicado em 20/02/2012, às 05h43 - Atualizado às 05h57

Paulo Betti - Renato Wrobel
Paulo Betti - Renato Wrobel

Espectador dos desfiles do carnaval carioca, Paulo Betti (59) conferiu o espetáculo das escolas de samba – da vista privilegiada do Camarote CARAS - na noite seguinte de seu desfile pela Acadêmicos do Cubango,  onde encarnou o Barão de Mauá em plena Sapucaí. “Me emocionei demais! Eu já havia vivido o Barão na TV mas fazê-lo na avenida foi incrível também. É muito bom fazer um personagem que realmente existiu, homem de nossa história, muito interessante”, recordou.

Acompanhado da namorada, a designer Mana Bernardes – que também desfilou ao lado de seu amado  pela Cubango – Paulo falou sobre os momentos finais de A Vida da Gente, trama na qual dá vida ao personagem Jonas.

Em recente capítulo, o empresário Jonas flagrou sua mulher Cris (Regiane Alves) aos beijos com Matias (Marcello Melo Jr.); sobre o episódio, o ator opiniou. “Eu não acho que o Jonas deveria perdoar a Cris. Mas eu perdoaria. Acho traição perdoável”, afirmou. “Agora estamos na reta final da novela, já está rolando um clima de saudade”, disse. “Não sei nada sobre o final do meu personagem. Mas quero muito que ele fique com sua secretária (Ângela, vivida pela atriz Sylvia Massari), tudo se encaminha para isso”, concluiu.