Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Ellen Rocche se define como uma foliã e diz que carnaval é amor

Rainha de bateria há 13 anos pela Rosas de Ouro, Ellen Rocche encara o carnaval com um significado diferente de vaidade; para ela, carnaval é amor

Redação Publicado em 09/02/2013, às 05h41 - Atualizado em 24/03/2020, às 15h15

Ellen Rocche - Milene Cardoso/AgNews
Ellen Rocche - Milene Cardoso/AgNews

Há 13 anos desfilando pela Rosas de Ouro, Ellen Rocche (33) lembrou com emoção a recente apresentação desta madrugada de sábado, 9, no Sambódromo do Anhembi em São Paulo: "Estou super emocionada com o desfile, fiquei feliz porque São Pedro deu uma trégua, eu pedi muito para chover tudo à tarde e deu certo, está sendo uma noite incrível, todas as escolas estão fazendo jus ao carnaval de São Paulo".

Feliz com os títulos conquistados de musa do carnaval paulista e de rainha de bateria, Ellen garante que para ela carnaval tem outro significado: "É engraçado porque para mim carnaval não é uma vitrine, um holofote, vaidade; para mim, carnaval é amor, eu sou foliã, eu vou na chuva, vou nos ensaios técnicos, trabalho no projeto social da escola e quando estou ali na avenida ou assistindo a um desfile, não consigo ficar parada. Acho que é por isso que acabei fazendo meu nome aqui no meio do samba", considerou.

Antes de entrar na avenida, Ellen costuma rezar e seguir outros rituais como entrar com o pé direito junto com o Mestre Tornado, mestre de bateria da escola e fazer uma massagem para relaxar. 

Este ano, Ellen Rocche não desfila no Rio de Janeiro, já que está envolvida com os projetos da novela Sangue Bom, próxima trama das 7 da Globo.