Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Após incêndio que prejudicou parte de suas alegorias, Grande Rio desfila história de superação

A escola de samba Grande Rio se inspirou em seu próprio incidente para contar na Marquês de Sapucaí grandes histórias de superação

Redação Publicado em 21/02/2012, às 05h43

Ana Furtado - Vinicius Eduardo/AgNews
Ana Furtado - Vinicius Eduardo/AgNews

Após incêndio que prejudicou parte de sua produção para o carnaval 2012, a escola de samba Grande Rio teve apenas 24 dias para se reconstruir seu acervo e entrar na Marquês de Sapucaí linda como sempre. E foi com muita garra que a escola entrou na avenida na manhã desta terça-feira, 21, para contar grandes histórias de superação, como a sua própria no final do ano passado.

Com histórias de vida que se encontravam perdidas e buscaram saída com força e criatividade, as alegorias da Grande Rio desfilaram todo tipo de superação.  A comissão de frente e abra-alas da escola vieram rodeadas de anjos de boa sorte simbolizando a superação pela fé, enquanto o carro Derrubando Gigantes falou sobre a luta contra os vícios. E quem veio simbolizar a vitória depois de lesões e acidentes graves foram os atletas Ronaldo Fenômeno (35 - que ganhou uma ala em sua homenagem), e o lutador Minotauro Nogueira (35), que quase morreu após ser atropelado.

Mas os exemplos de vida não pararam por aí. Parte da delegação dos atletas paraolímpicos desfilou em um carro especial com direito a uma partida de basquete paraolímpico. O iatista Lars Grael (48) e o nadador Clodoaldo Silva (33) também foram contar sua história de vida na avenida.

À frente da bateria, a apresentadora Ana Furtado (38) exibiu sua fantasia toda especial: o figurino foi executado com folhas de louro banhadas em ouro e adornada com grandes asas de anjo.