Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / ÍCONE

Delírio e gritaria: Carla Perez foi sucesso no Carnaval do Rio de Janeiro; relembre

Carla Perez estava no auge da fama quando foi convidada para desfilar no Carnaval do Rio de Janeiro em 1997

por Surenã Dias

sdias_colab@caras.com.br

Publicado em 10/02/2023, às 18h30 - Atualizado em 07/02/2024, às 14h44

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Carla Perez foi destaque na capa da Revista CARAS no ano de 1997 - Foto: Acervo CARAS
Carla Perez foi destaque na capa da Revista CARAS no ano de 1997 - Foto: Acervo CARAS

O ano era 1997 e Carla Perez (45) estava no auge da fama com apenas 19 anos de idade. A famosa dançarina do grupo É o Tchan dominava o Brasil com seu rebolado e simpatia, provocando delírio e gritaria por onde passava. Uma das personalidades mais populares da época, a baiana foi convidada para desfilar na escola de samba Salgueiro e acabou virando capa da Revista CARAS.

Acostumada com trios-elétricos, pela primeira vez a loira resolveu mudar de ares e estreou no Carnaval do Rio de Janeiro. Sua passagem pela avenida foi tomada por sentimentos de fascínio e encanto entre todos que estavam presentes. Na ocasião, Carla foi destaque do carro alegórico Salvador Dali e se emocionou ao ver de pertinho o início do espetáculo. Sincera, a moça simples da periferia de Salvador confessou ter notado diferenças entre a folia do Rio de Janeiro e de sua terra natal. 

"Minha Nossa Senhora, foi demais! Era muito mais forte do que eu poderia imaginar. O carnaval do Rio é diferente da Bahia. Do desfile na Sapucaí, só participa quem tiver condição financeira. No baiano tem até mendigo desfilando nos blocos. Estou apaixonada pelo carnaval do Rio. Já estou com saudades", confessou Carla, que completou: "Eu achava que o desfile era cansativo. Foi rápido demais".

E meio a euforia dos fãs, Carla não conseguiu se conter e, mesmo com a pouca mobilidade no carro alegórico, fez a famosa coreografia do "tchan" para a arquibancada. O momento, claro, foi palco de muita gritaria entre aqueles que assistiam à baiana passar. 

Carla Perez

Na época, o sucesso de Carla era inacreditável até mesmo para aqueles que acompanhavam sua rotina. A mãe da dançarina, Dona Ivone, uma dona de casa comum, declarou: "Nunca imaginei que isso fosse acontecer com a minha filha".

Leia também: Amaury Lorenzo vibra como muso do Carnaval após sucesso em novela

Cheia de cuidados com a dançarina, Ivone carregava sucos detox na bolsa enquanto a acompanhava na correria do Carnaval. "Beba, minha filha, pelo amor de Deus", disse ela, sendo zelosa com a filha, que enfrentava o maior perrengue por conta do nascimento dos dentes sisos.  

Ainda na entrevista à revista CARAS, Carla comentou sobre como andava a vida amorosa. A artista, que anos depois viria a se casar com o cantor Xanddy, reclamou da repercussão e invasão de privacidade após ficar famosa. "Se eu saio com uma pessoa para jantar, no dia seguinte já dizem que estou namorando", comentou a musa, que fretou um jatinho especialmente para conseguir participar do Carnaval do Rio e Salvador.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!