Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia!

Confira o que as Escolas de Samba levarão para a primeira noite de desfiles no Anhembi

Sete escolas passarão pela avenida na sexta-feira, 1, os desfiles começarão às 23h15

CARAS Digital Publicado em 22/02/2019, às 17h54 - Atualizado às 17h58

Sete agremiações passarão pelo Anhembi na sexta-feira, 1 - Divulgação
Sete agremiações passarão pelo Anhembi na sexta-feira, 1 - Divulgação

Estamos a uma semana de começar o maior espetáculo da terra! A partir da próxima sexta-feira, 1, as Escolas de Samba de São Paulo começarão a desfilar pelo Anhembi, colocando em 65 minutos de apresentação um ano inteiro de trabalho de suas respectivas comunidades e setores. A primeira noite de apresentações começará a partir das 23h15 e invadirá a manhã do sábado, 2.

Grandes agremiações atravessarão a pista em busca de concretizar o sonho de levantar o caneco do Carnaval de 2019. Com sete diferentes temas, as escolas buscarão as notas 10 em todos os quesitos para coroar todo o esforço dispensado para colocar o trabalho para a análise dos jurados e dos foliões que acompanharão de perto o espetáculo.

Caso você queira ainda prestigiar os desfiles, ainda existe a possibilidade de comprar as entradas, que variam de R$90 a R$160 nas arquibancadas. Basta ir até a bilheteria do Sambódromo do Anhembi e garantir a presença na festança.

A fim de mostrar um pouquinho do que cada agremiação levará para a avenida neste ano, resolvemos fazer um especial para situá-lo sobre o que acontecerá nestes dois dias de muita folia e alegria na capital paulista!

1ª – Colorado do Brás

A agremiação abrirá a noite de desfiles em São Paulo. O desfile está marcado para às 23h15. Como enredo principal "Hakuna Matata – Isso é Viver", a Escola de Samba que ingressou ao Grupo Especial neste ano, homenageará a beleza, simplicidade e cultura da África, que é exposta na canção Jambo Bwana. O termo ficou conhecido após ser usado na produção da Walt Disney, Rei Leão.

A ideia do carnavalesco da escola Thiago Morganti e Leonardo Catta Preta é mostrar que além de ser uma canção conhecida, a mesma tinha como objetivo, na época, atrair turistas para o país que acabava de se livrar de um momento difícil de ditadura.

A fim de transmitir a ideia principal da música, a Colorado do Brás convidará os foliões a conhecer os cantos de fé, contos populares, danças, rituais e todas as manifestações culturais relacionadas à cultura africana, com um toque de alegria, assim como a expressão tenta transmitir, ou seja, a felicidade de receber pessoas que desejam saber mais de sua rica história.

2ª – Império de Casa Verde

A Escola de Samba da zona norte paulistana será a segunda a se apresentar para o público. A apresentação, que está marcada para às 0h20, terá como enredo principal a história da sétima arte. Celebrando os 124 anos do cinema, o carnavalesco Flávio Campello propôs como tema principal o seguinte título: “O Império contra-ataca”, título homônimo do clássico da série Star Wars. Originalmente lançado em maio de 1980, tornou-se um clássico do cinema entre fãs e críticos.

Além de comemorar o marco importantíssimo do cinema, eles entrarão em uma vertente onde mostrarão como a tecnologia influenciou no desenvolvimento da humanidade. No decorrer do desfile, grandes clássicos serão relembrados, em paralelo com as conquistas presentes na história desta arte.

A ideia principal da agremiação é fazer com que os foliões presentes possam se sentir em uma verdadeira sala de cinema e identifiquem, conforme os setores, grandes produções que, de alguma forma, marcaram a vida não só de pessoas, mas de toda uma sociedade.

A escola, que é conhecida por seus luxuosos carros alegóricos promete impressionar a todos com o que está por vir neste ano. Além de muita tecnologia, o Tigre Guerreiro seguirá com a alcunha de trazer para a avenida grandes obras, riquíssimas em detalhes e grandiosidade!

3ª – Mancha Verde

A Escola de Samba Verde e Branca chega ao Carnaval de 2019 como uma das que todos devem prestar muita atenção! A agremiação será a terceira escola da noite e tem como horário previsto para entrar na pista às 1h25. Com um enredo afro, a escola promete surpreender a todos com o que apresentarão nos 65 minutos de desfile.

Sob o comando de um grande conhecedor da grande festa, o carnavalesco Jorge Freitas, detentor de muitos títulos no Carnaval paulista, a agremiação contará a história de uma princesa africana. Com o título principal: "Oxalá, salve a princesa! A saga de uma guerreira negra", e conta a história da princesa que nasceu no Congo e veio para o Brasil escravizada. Ela foi mãe de Ganga Zumba e avó de Zumbi dos Palmares.

No decorrer do desfile, serão apresentadas questões como a cultura africana, a religião e personagens expressivos da história.

Vivendo uma crescente considerável, a agremiação ficou em terceiro lugar em 2018, obtendo a pontuação máxima, porém no quesito desempate acabou ficando bem perto de levantar o tão sonhado troféu.

4ª – Acadêmicos do Tucuruvi

A agremiação da Cantareira será a quarta escola a pisar no Anhembi durante a primeira noite de desfile. A apresentação que está marcada para às 2h30 promete impressionar os foliões. Com um teor mais social e político, o carnavalesco Dione Leitte sugeriu o seguinte tema para a escola: “Liberdade – O canto retumbante de um povo heroico”

No decorrer do desfile, a escola trará à tona diversas formas da expressão de liberdade, fazendo uma espécie de reflexão, desde a antiguidade, no papel que a sociedade teve em representar grandes mudanças e movimentos de resistência na história da humanidade.

No último ano, a agremiação foi vítima de um incêndio, que fez com que perdesse grande parte de suas fantasias, o que fez com que a agremiação não fosse julgada com as demais escolas, justamente pelo fato de perder parte considerável de seu desfile há poucos dias do grande desfile.

A fim de dar a volta por cima, a comunidade da escola promete um grande desfile, marcante e emocionante. O carnavalesco ainda disse que a agremiação tentará reproduzir a história em um formato teatral, o que atrairá mais ainda os foliões e os jurados.

5ª – Acadêmicos do Tatuapé

A bicampeã do Carnaval será a quinta escola a apresentar o trabalho, por volta das 3h35, na primeira noite de desfiles. Após vencer a disputa por dois anos consecutivos, a agremiação da Zona Leste de São Paulo é uma das favoritas para seguir entre as primeiras colocadas.

Fazendo um grande trabalho, a escola terá como tema principal este ano o seguinte título: “Bravos Guerreiros! Por Deus, pela honra e pela justiça dos que precisam de nós”.

A ideia será transmitir, de forma bem tocante, a história de grandes figuras da nossa história, que de alguma forma, foram considerados guerreiros pelas respectivas sociedades ou povo, que lutaram. Neste instante, diversos nomes serão exaltados no decorrer da apresentação.

Na divisão dos setores, serão lembrados desde pessoas conhecidas, símbolos religiosos, guerreiros africanos, até os que fazem com que a Escola de Samba seja uma das que mais cresce no cenário carnavalesco nos últimos anos.

6ª – X9 Paulistana

A Escola de Samba da Zona Norte paulista será a sexta a entrar na avenida. Com horário marcado para às 4h40. O desfile tende a ser um dos mais emocionantes, justamente pelo fato de contar a história de um dos grandes ícones do mundo do samba, Arlindo Cruz. Com o tema: “O Show tem que continuar – O meu lugar é cercado de luta e suor, esperança de um mundo melhor”.

A agremiação promete surpreender a todos ao contar de uma forma tocante não só a vida profissional, mas também a trajetória pessoal de Arlindo. O astro, sofreu um AVC há dois anos e vem se recuperando com um tratamento diário.

Recentemente, uma notícia maravilhosa foi veiculada pelo portal Carnavalesco, a qual afirmava que o pagodeiro havia recebido a alta médica para participar do desfile. Porém, a escola estaria estudando as possibilidades de tornar a presença do homenageado da noite viável. Se der certo, sem dúvidas, os foliões presenciarão um instante único no Anhembi!

7ª – Tom Maior

A Escola de Samba Vermelha e Amarela será a responsável por fechar a primeira noite de apresentações no Anhembi, assim como fez no último ano e teve um resultado primoroso, ao atingir o quarto lugar e ficar empatada com as três primeiras, o título só não veio devido ao critério de desempate.

Com o enredo “Penso logo existo – As interrogações do nosso imaginário em busca do inimaginável”, a escola entrará no Anhembi às 5h45 e surpreenderá o público tentando dar explicações para as maiores interrogações que rondam a cabeça de todos nós.

Abusando da criatividade, o carnavalesco André Marins abordará em um universo lúdico todo tipo de questionamento já levantado pelos seres humanos. Desde a mitologia até a atualidade, a agremiação tende apresentar uma viagem incrível para os foliões e, consequentemente, celebrar a conquista que não veio por pouco no último ano.