Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Carnaval / Folia

Arte de Romero Britto na Renascer

Em noite saudosa para Lu Gimenez, avenida fica multicolorida

Redação Publicado em 22/02/2012, às 14h57 - Atualizado às 15h08

O carro O Dom da Alegria Explode na Folia dá o tom da criativa homenagem ao pintor pernambucano. - paulo santos/ selmy yassuda
O carro O Dom da Alegria Explode na Folia dá o tom da criativa homenagem ao pintor pernambucano. - paulo santos/ selmy yassuda

Com o enredo Romero Britto — O Artista da Alegria Dá o Tom na Folia, a Renascer de Jacarepaguá imprimiu o intenso colorido e as formas do artista plástico em seu desfile, transformando a avenida em uma verdadeira pintura. A agremiação, que no ano passado subiu pela primeira vez para o Grupo Especial, levou para a Marquês de Sapucaí sete carros, 3500 componentes e 34 alas. O destaque ficou por conta da alegoria O Dom da Alegria Explode na Folia, que representa a vivacidade das telas de Romero. Outro ponto alto da apresentação foi a passagem das alas Maracatu e Frevo, ritmos musicais típicos de Pernambuco, Estado em que o pintor nasceu. 

No Camarote Devassa, Luciana Gimenez (41) aprovou o que viu na pista. “A escola está bonita, leve e colorida. Achei uma justa e merecida homenagem. Romero leva a nossa arte para diversos países do mundo”, elogiou. Sem o marido, o sócio e vice-presidente da Rede TV, Marcelo de Carvalho (50), a apresentadora brincou com o fato de, ao contrário dela, o amado não ser frequentador assíduo das festas carnavalescas. “Eu sempre amei muito mais a folia. Ele é bem tranquilo, prefere ficar em lugares sossegados, longe do burburinho”, contou, rindo. Coruja, ela lamentou o fato de estar passando os dias de momo longe dos filhos, Lucas (12), com o líder dos Rolling Stones, Mick Jagger (68), e Lorenzo Gabriel (11 meses), com Marcelo. “Meus meninos estão viajando com seus respectivos pais e eu aqui louca de saudades. Só quem é mãe consegue entender a necessidade que sentimos de estar sempre perto das nossas crias”, justificou.