Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Rhaisa Batista se diverte com a semelhança com a diva do cinema Brigitte Bardot

Na CARAS/Neve, a atriz e modelo pernambucana revela seus sonhos

CARAS Publicado em 29/08/2013, às 14h26 - Atualizado em 24/03/2020, às 15h32

Em Chillán, a loira se diverte em meio a neve. - Selmy Yassuda, Make: Duh
Em Chillán, a loira se diverte em meio a neve. - Selmy Yassuda, Make: Duh

Natural de Recife, Pernambuco, Rhaisa Batista (23) jamais imaginou que um dia viajaria o mundo, se tornaria famosa e brilharia na TV. Descoberta aos 15 anos, a bela deixou a sua terra natal e se mudou para o Rio, onde vive até hoje. Após “modelar” em vários países, ela se apaixonou pela atuação. “Assistia a peças de teatro e filmes e me imaginava do outro lado. Chegava a ficar de olhos marejados pensando nisso”, relembra ela, que fez sua estreia em novelas na global das 6 Lado a Lado. “Realizei um sonho duplo. Fazer uma novela e ainda de época”, festeja a jovem. 

De férias da TV após participar de Malhação, Rhaisa tem se dedicado aos estudos para crescer cada vez mais na carreira que escolheu. “Quero fazer muitos cursos para melhorar sempre. Sinto uma plenitude enorme quando estou trabalhando”, observa a loira durante a Temporada CARAS/Neve, em Termas de Chillán. Solteira, Rhaisa se diverte com a semelhança com a diva do cinema Brigitte Bardot (78). “Me sinto lisonjeada. Ela era muito linda quando jovem. É uma honra para mim, um comparativo muito feliz, pois ela é um ícone”, enfatiza.

– Que tal ser comparada à Brigitte Bardot?

– Desde que comecei na moda, aos 15 anos, me falam que sou parecida com ela. É uma honra e uma delícia ouvir isso, eu amo. Em algumas imagens, acho que lembra sim, tem uns traços do nariz... Às vezes, uso o cabelo preso do jeitinho que ela usa. 

– Onde você quer chegar?

– Longe, alto, tem de pensar grande. E eu acredito muito. Não é pretensão, mas planejei um futuro. Sonho fazer cinema, inclusive fui escalada para um filme, mas não consegui ser liberada. Fui ao cinema pela primeira vez aos 15 anos e foi amor à primeira vista. Quero fazer teatro, permear por todos os meios, televisão também é muito prazeroso. Quero chegar até onde eu não consigo ver. Meu plano é longo, de realmente me firmar.

– Olhando para trás, qual é a sua sensação?

– É difícil definir em uma palavra. Eu, aos 14 anos, não imaginava que hoje estaria aqui. Mas hoje não consigo enxergar outra profissão para a minha vida.

– Quais seus projetos atuais?

– Há um filme que está para rolar ainda este ano. Este sonho de fazer cinema está perto de se realizar. Além disso, outras coisinhas que estão para sair, nada com o martelo batido, há algumas coisas em vista. Não vai demorar para eu estar por aí de novo.

– Está solteira?

– Estou solteira, tranquila e feliz. Sinto-me totalmente casada com o meu trabalho. Se surgir alguém, tudo bem, mas se não aparecer, não estou sofrendo, está tudo na paz. Estou ótima.

– O que um homem precisa ter para conquistá-la?

– Coisinhas bem pontuais, ser engraçado, inteligente, charmoso e ter um bom papo. O que me incomoda é papo bobo.

– Costuma tomar a atitude?

– Eu até paquero, mas toda mulher quer ser cortejada. Gosto de ser abordada, é muito bom para o ego. Não gosto de joguinho, sou muito ‘às claras’. Mas gosto de um charminho no começo da paquera, porém, sem muita frescura.

No Chile, Rhaisa Batista esquia pela primeira vez. Confira na TV CARAS!