caras-mais Publicidade

Especialista mostra como usar a inteligência emocional para amenizar efeitos do coronavírus

Para o coach, o distanciamento social provoca mais medo, nervosismo e ansiedade nas pessoas

Publicado quinta 23 abril, 2020

Para o coach, o distanciamento social provoca mais medo, nervosismo e ansiedade nas pessoas
Rodrigo Teodoro - Divulgação

O isolamento social, o medo de perder o emprego e a dificuldade de prever como será o mundo nos próximos meses exigem das pessoas o uso da  inteligência emocional, para conviver melhor com as mudanças provocadas pelo Covid-19 na rotina. Na avaliação do coach Rodrigo Teodoro, administrar  os sentimentos e entendê-los com sabedoria é fundamental para manter a tranquilidade e pensar em soluções para administrar  melhor as circunstâncias impostas pela quarentena do coronavírus.
Para o coach, o distanciamento social provoca mais medo, nervosismo e ansiedade nas pessoas, porque há menos alternativas para aliviar as emoções, como fazer compras no shopping, ir à academia e assistir a um filme no cinema. A convivência mais próxima com os familiares expõe, na avaliação do especialista, os problemas de relacionamento e as dificuldades de superá-los de forma serena e madura. Além disso, mostra como é complicado manter um diálogo sadio, respeitando as características e as diferenças individuais. 

Efeitos : O coach Rodrigo Teodoro considera que é muito importante o uso da inteligência emocional para amenizar os efeitos do coronavírus em nosso dia a dia. Segundo ele, uma dessas ações é admitir que a situação exige uma atenção especial.  “Estamos enfrentando um momento atípico e perceber que isso deve ser encarado com calma, prudência e planejamento é indispensável para superá-lo. Ignorar a existência de um problema é um erro grave, porque não contribui para adotar alternativas para vencê-lo de forma definitiva”, alerta o especialista.  Na avaliação de Rodrigo Teodoro, os pais devem estar mais abertos a dialogar com os filhos, pois é uma maneira de as crianças se sentirem mais valorizadas e seguras para conviver com a quarentena imposta pelo Covid-19. “Compartilhar sentimentos e trocar experiências com os filhos é uma iniciativa importante para todos estarem mais próximos e solidários em um momento tão delicado. Adotar essa postura é um bom exemplo de inteligência emocional e de empatia”, afirma. 

Ações : Na visão do especialista, é essencial que as pessoas priorizem ações que podem controlar para manter a tranquilidade e o bom humor. Ele  recomenda estabelecer um dia da semana para ir ao supermercado e horários para todos da família fazerem atividades juntos (limpar a casa, ver um filme, brincar com jogos, entre outras).  “Não adianta ficar reclamando da vida. A inteligência emocional deve ser usada para estarmos bem com nós mesmos
e com os outros. Por isso, devemos buscar o que nos proporciona bem-estar para ficarmos mais longe de pensamentos negativos”, explica. 
O coach também salienta a necessidade de usar o bom senso ao ler as notícias relacionadas com o coronavírus. “Procure informações de fontes confiáveis e analise como você pode ficar calmo diante desse cenário A inteligência emocional é imprescindível para entender como somos e buscar alternativas para enfrentarmos os momentos mais difíceis com sabedoria”, enfatiza. 

Sobre Rodrigo Teodoro: Rodrigo Teodoro é coach, mentor, palestrante e trader. Com mais de 15 anos de carreira, ele já ajudou milhares de pessoas a desenvolver a inteligência emocional. Idealizador da Imersão “Destrave o Propósito de Vida”, ele ensina os participantes a obter resultados mais  expressivos em termos profissionais e pessoais.  CEO do Instituto MCP Coaching e Formação Trader, Rodrigo Teodoro é palestrante internacional, especializado em mudança de comportamento, empreendedorismo e aumento de produtividade. 

WhatsApp: (11) 9 8358-4060 
Instagram: @rodrigoteodorooficial
Facebook: /rodrigoteodorooficial
Site: www.rodrigoteodoro.com   

Último acesso: 31 May 2020 - 23:47:01 (349752).