CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Big Brother / Milionária

Campeã do BBB 23, Amanda revela se vai voltar para a medicina após ficar milionária

Amanda Meirelles conta o que planeja para o seu futuro profissional após se tornar a campeã do BBB 23

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 26/04/2023, às 14h10

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Amanda Meirelles - Globo/João Cotta
Amanda Meirelles - Globo/João Cotta

A médica Amanda Meirelles está animada com a nova fase de sua vida após se tornar uma mulher milionária. Ela ganhou o prêmio de R$ 2.880.000 ao se tornar a campeã do BBB 23, da Globo, na noite de terça-feira, 25, e já está pensando em seu futuro. Inclusive, ela foi questionada se pretende voltar a trabalhar na medicina e esbanjou sinceridade em sua resposta.

"O BBB é uma experiência que mudou a minha vida e não sei como vão ser os próximos passos. Mas, sim, pretendo fazer alguma coisa relacionada à Medicina porque foi o que sempre me abriu portas na vida, eu amo cuidar de gente. Eu acredito que há coisas que a gente não consegue deixar para trás e a minha profissão é uma delas. Talvez eu tenha que readaptar nessa nova rotina que vai surgir, com informação, levando mais conhecimento para as pessoas. Mas largar a Medicina é algo que não está nos meus planos, porque foi graças a ela que eu sou a pessoa que sou hoje", disse ela. 

Ela relembrou que a experiência na medicina a ajudou ao longo do confinamento do reality show. "Em muitos momentos do game, eu me colocava em situações do hospital que eu tinha vivido. Quando eu estava na Xepa e as pessoas reclamavam da comida, eu lembrava das pessoas que eu cuidei que não conseguiam comer. Eu sempre levei as experiências que tive na minha vida profissional para o jogo. Quando eu via o pessoal cansado de ficar dentro da casa, fechada por conta da manutenção externa, eu falava: ‘Gente, para mim isso não pesa’. Eu trabalhava em UTI; na pandemia fiquei sem luz do sol, sem conseguir dormir, com privação de algumas coisas. Então, se eu consegui ganhar esse programa também foi muito pelas coisas que eu levei da minha profissão e que ficava lembrando lá a todo momento", afirmou. 

Então, Amanda contou o que pretende fazer com o dinheiro do prêmio. "Primeiro eu vou pagar meu financiamento estudantil. Vi que já virou até meme na internet de tanto que eu falava disso. O meu maior desespero enquanto estava na casa era por não estar pagando. Eu financiei 100% da minha faculdade, então é graças a esse financiamento que eu consegui me formar. Sou extremamente grata, mas é uma dívida de 19 anos que eu tenho e que pretendo pagar. Além disso, quero ajudar meus pais. Eu sempre vi as pessoas se queixando, no hospital, sobre coisas que queriam ter feito na vida e eu quero que meus pais consigam aproveitar um pouco mais da vida deles também. Eu sei que houve muitos dias de labuta para que eu conseguisse me formar. Eu sempre falo que eles são a origem de toda a minha saudade e a fonte de toda a força que eu busco para conseguir os meus objetivos. Quero conseguir retribuir um pouquinho de tudo o que eles fizeram por mim", afirmou. 

Amanda fala sobre o BBB 23

A ex-BBB também avaliou a sua participação no Big Brother Brasil. "Minha estratégia era tentar fugir dos paredões e, geralmente, tentar combinar voto. Eu também bati muito na tecla de não ir com pessoas de um mesmo pódio ao paredão. Mas eu acredito que tenha sido a minha maneira mesmo. Acho que não existe uma fórmula para jogar o BBB, a gente aprende todos os dias. Eu sempre fui muito fã e, quando eu cheguei ali, percebi que tudo o que eu sabia estava acontecendo de forma diferente. Eu achava que sabia tudo e que iria arrasar lá dentro. Quando cheguei lá, era tudo diferente do que eu tinha pensado. Eu acho que todo mundo que entra só aprende a jogar BBB diariamente. As coisas são muito dinâmicas, mudam muito. O importante é sempre estar comprometido com você mesmo. Mas eu tive a estratégia de não ir com determinadas pessoas num mesmo paredão, tive estratégias de votar, sim, em grupo para escapar. O lema é sempre fugir, mas eu nem sempre consegui (risos). Escapei em bastantes provas Bate e Volta, mas acabei caindo ali. A estratégia é ser a gente mesmo e estar com pessoas que nos fortalecem – eu percebi que isso fez toda a diferença. Existe um ditado que diz: ‘Sozinho vamos mais rápido, mas acompanhados vamos mais longe’. Isso pegou bastante nesse BBB; quando as conexões eram reais, você conseguia avançar cada vez mais", declarou. 

Por fim, Amanda contou sobre como foi ver que tem milhares de fãs aqui fora. "Eu ainda estou chocada. Desde que eu saí, fui recebida pela minha família, encontrei amigos de cada canto do país e estou ainda absorvendo tudo o que elas estão me falando. Elas me falaram da torcida e da vontade que o pessoal tinha: “Amanda, quando você ia para o paredão a gente até pensava que você tinha que ir com tal pessoa porque só você conseguiria tirá-la, já que a sua torcida é extremamente comprometida”. Elas falaram que outros participantes tinham torcidas, às vezes, maiores, numericamente, mas que a maneira como a minha torcida se uniu para me defender foi fantástica. Então, eu estou muito grata, estou ainda absorvendo tudo. Não consegui nem pegar o meu celular para agradecê-los porque não parei, mas só consigo sentir gratidão. Acho que de alguma forma eles se identificaram com a minha maneira de ser, inclusive com as minha próprias fragilidades, porque eu sempre fui uma pessoa muito sincera comigo mesma e acabava expondo elas. Eu não guardava para mim nem tentava me mostrar uma pessoa que estava 100% do tempo forte. Acredito que as pessoas podem ter se identificado com isso também, tanto com a parte boa, quanto com os meus períodos de vulnerabilidade, que muita gente também pode ter aqui fora", contou.