Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Big Brother / Sincera!

BBB22: Linn da Quebrada questiona VIP só com homens: ''Me permito sentir o desconforto''

Em conversa com Tiago Abravanel, Linn da Quebrada crítica formação do VIP só com homens após prova do líder

Redação Publicado em 22/01/2022, às 13h48

Incomodada, Linn da Quebrada questiona VIP só com homens no 'BBB22' - Foto/Reprodução Globoplay
Incomodada, Linn da Quebrada questiona VIP só com homens no 'BBB22' - Foto/Reprodução Globoplay

O clima no BBB22 não está dos melhores com o primeiro paredão se aproximando!

Pela primeira vez nesta edição, a casa foi dividida entre os escolhidos do líder e o restante da casa. Em conversa na área externa durante a madrugada, a cantora Linn da Quebrada (31) e o ator Tiago Abravanel (34) conversaram sobre as escolhas do líder Douglas Silva (33) para o VIP e a xepa desta semana.

Incomodada, a artista confessou que estava irritada com a escolha do ator, que levou o surfista Pedro Scooby (33), Tiago Abravanel, o atleta Paulo André (23), e os brothers Lucas Bissoli (31) e Rodrigo Mussi (36) ao VIP, ou seja, apenas homens.

Incomodada, Linn da Quebrada questiona VIP só com homens no BBB22:

"Quando eu vejo a divisão de xepa e VIP, me incomoda que estão só homens. É o meu olhar sobre essa divisão, mas eu me permito sentir o desconforto, o que pode ser uma besteira, mas é uma coisa material", afirmou Linn da Quebrada.

Tiago Abravanel tentou defender Douglas Silva com quem havia conversado sobre a escolha ao entrar no quarto do líder durante a madrugada deste sábado, 22.

"Eu também senti isso e na hora que subi no quarto, a primeira coisa que [o líder] falou foi: 'Assim que eu terminei de dar as pulseiras, pensei: 'Eu não escolhi nenhuma mulher' e me senti mal'", explicou o produtor.

Em seguida, a atriz afirmou que não quer criticar o colega de camarote. "Não é colocar juízo de valor, mas é perceber o que as alianças formam materialmente. Isso é um jogo. É sobre quem eu quero privilegiar", opinou ela. "Foi uma escolha para esse momento que desencadeia outros momentos. Não é julgando, é percebendo, mas não vou deixar de me relacionar", continuou ela.