Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Big Brother / Eita!

BBB21: Após paredão falso, Projota fala sobre Carla Diaz: ''Não conseguia ter uma confiança''

Em conversa com Arthur, após paredão falso, Projota comenta sobre relação com Carla Diaz e admite que não confiava na sister

CARAS Digital Publicado em 10/03/2021, às 09h38 - Atualizado às 09h44

BBB21: Projota diz que tinha 'pé atrás' com Carla Diaz - Reprodução/TV Globo
BBB21: Projota diz que tinha 'pé atrás' com Carla Diaz - Reprodução/TV Globo

Projota comentou sobre a relação com Carla Diaz no BBB21.

Na área externa da casa, na madrugada desta quarta-feira, 10, após o paredão falso que 'eliminou' a atriz, o cantor admitiu que não confiava na sister.

Em conversa com Arthur, ele disse que o resultado do paredão era um alerta para o jogo: "Tá aí um pouquinho de resposta, cara".

"Todo mundo foi falar comigo. Me deu uma puta de tranquilidade, velho. Voltar e o discurso ser em cima de quem não estar jogando", comentou Arthur.

"Eu tava conversando com a Pocah ontem e tava passando pra ela minhas visões sobre Carla, que eu tinha o pé atrás com ela, que não conseguia ter confiança. Eu não tinha confiança total. Ela só vê mesmo agora indo para o paredão. Ela começou vindo e depois não vinha. Não tinha como confiar 100% nela. Essas atitudes de 'toma plaquinha (não ganha) Lumena, mas é com amor', não dá", disparou o rapper.

"Acho que ela tinha tanto medo de se queimar que ela não se colocava. Ela bota três pessoas no paredão e vai tentar tirar eles do paredão. Ou você tava lá pra isso mesmo ou pra melhorar sua situação. Pra quê? O João não fez isso lá no passado quando deu as três pulseiras", continuou.

Projota disse que até Pocah estava em dúvida sobre as atitudes de Carla, que está no quarto secreto, no confinamento. "Falei pra Pocah: 'eu confio em você. Acredito que ela não vai levar as coisas para os outros'. Falei pra ela: 'você confia nela?' e ela não disse que a Carla não havia conseguido se soltar. Eu gosto muito dela, mas na situação de jogo fazem ela ficava fazendo média. Ela tem muito medo de se queimar. Você já viu eu fazendo isso? Eu falo real".

Arthur, então, comenta: "Eu estou com dois sentimentos: ou eu estou ficando muito doido ou estão gostando do que eu estou fazendo aqui dentro".