Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Big Brother / ANÁLISE

BBB 24: Primeiro mês engaja público, mas reality pode se tornar repetitivo

Beijos, brigas, desistência e favoritismo marcaram primeiro mês de exibição do BBB 24; apesar do público engajado, reality pode cair na mesmice

por Mariana Arrudas

marrudas_colab@caras.com.br

Publicado em 08/02/2024, às 13h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O apresentador do BBB 24, Tadeu Schmidt - Foto: Reprodução/Globo
O apresentador do BBB 24, Tadeu Schmidt - Foto: Reprodução/Globo

Brigas aos berros, beijos, Big Fone tocando, favoritismo do público e desistência. Esses foram alguns episódios que marcaram o primeiro mês de exibição do BBB 24, completo nesta quinta-feira, 8. O reality global, que segue sob o comando de Tadeu Schmidt (49), tem tudo para consagrar outra edição histórica, porém, atitudes dos confinados e escolhas da produção podem o tornar repetitivo.

O BBB 24 começou com 26 confinados —número recorde de participantes— sendo apenas seis do grupo Camarote. Em duas semanas, seis deles já haviam sido eliminados e a influenciadora Vanessa Lopes (22) já havia desistido da participação, após problemas em sua saúde mental.

Pode-se dizer que o início da edição foi bastante conturbado. Faltou tempo para que o público se apegasse aos participantes e com tantas pessoas, eliminações e dinâmicas novas a cada semana, o desenrolar do jogo acabou ficando confuso e pouco cativante.

Leia também: 'Meu sonho não era ser famosa, era ser importante', diz Amanda, campeã do BBB 23

Porém, com a saída do modo turbo, o programa deu espaço para que se criassem conflitos e os favoritos da edição. Participantes como Davi (21) e Beatriz (23) caíram no gosto dos telespectadores e, agora, ambos já acumulam mais de 3 milhões de seguidores nas redes sociais. Rodriguinho (45), Wanessa (41) e Yasmin Brunet (35), dividiram opiniões e receberam críticas dos internautas.

O Sincerão, dinâmica substituta do Jogo da Discórdia, passou por altos e baixos. A dinâmica estava morna até a última segunda-feira, 5, quando Alane (24) e Fernanda (32) reviveram uma briga cheia de deboche, digna de um reality raiz. E como esquecer? MCBin Laden (30) também não aguentou os nervos após ouvir Davi chamar Lucas Henrique (29) de "calabreso"

As eliminações e discursos do apresentador também se tornaram assunto na web. Vinicius Rodrigues (29) foi o primeiro Camarote a ser eliminado, enquanto Maycon (35), Thalyta (26), Pizane (22), Nizam (32), Luigi (28) e Juninho (41) passaram a integrar a lista dos Pipocas que deixaram de concorrer pelo prêmio que chegará a cerca de R$ 3 milhões.

Mas com tantos acontecimentos e movimentação na casa, por que o BBB 24 ainda não é um sucesso declarado pelo público? Com apenas um mês no ar pode ser cedo para dizer, mas a exclusão e ameaças dos brothers da casa podem fazer com que o enredo do programa caia na mesmice, criando um favorito do público, e extinguindo a chance de qualquer outro confinado se tornar campeão.

Por enquanto, o motorista de aplicativo Davi segue esse posto. É comum ver comparações com a trajetória de Juliette (34), fenômeno que venceu o BBB 21, uma das mais emblemáticas edições do programa. Apenas com uma amigaIsabelle (31), o baiano se vê excluído pelos demais participantes, que tecem críticas e até mesmo ameaças para cada ação do brother.

Porém, a culpa não é apenas dos confinados, ou do público que busca uma edição tão boa quanto a de anos atrás. É compreensível que a produção do reality queira encontrar inovações e mudanças, porém, a falta de rotina e mudanças a cada semana tiram o sentido dos participantes em criar estratégias.

Apesar disso, o programa ainda tem muito o que se desenrolar e novas intrigas, dinâmicas e relações serão criadas. O primeiro mês do BBB 24 acabou bastante promissor, com uma nova vilã, novos aliados, casais e torcidas do público. Agora, resta acompanhar e esperar por mais reviravoltas e emoção para os fãs do reality, e participantes.