Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Veja 5 comidas de festa junina que fazem bem para a saúde

Consumidas com moderação, elas não engordam e ajudam muitas partes do organismo; confira!

Luiza Camargo Publicado em 14/06/2016, às 16h55

Festa junina - Divulgação
Festa junina - Divulgação

Junho , mês das festas juninas, é pura diversão. Nesta época do ano é comum comermos coisas deliciosas, como  pé de moleque, pipoca, pamonha,  pastel, paçoca, cocada e muitas outras opções.

Porém, a maioria delas, é gordurosa e calórica e, se consumida em excesso, engorda bastante. Todavia, há algumas das comidas de festa junina que, sem exagero, fazem bem para a saúde e não engordam.A professora de Nutrição da Faculdade de Medicina de Petrópolis, Brigitte Olichon, revelou quais são os 5 alimentos desta época do ano que fazem bem para o corpo!

O milho:  "ele tem muita fibra, é rico em vitamina B1, que ajuda na regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo, e tonifica o músculo cardíaco. Também é rico em vitamina E, antioxidante que combate a degeneração muscular, atua no crescimento e protege o sistema reprodutor, aumentando a potência sexual. É ainda rico em Fósforo (necessário ao cérebro)".

A batata-doce: "É rica em betacaroteno (precursor da Vitamina A), vitamina C (ácido ascórbico) e vitaminas do complexo B. A batata-doce é também uma excelente fonte de potássio, fósforo, cálcio e ferro (cerca de 25% das necessidades diárias em ferro). São também de referir os elevados níveis de polifenóis, como as antocianinas e os ácidos fenólicos, que são poderosos antioxidantes. Excelente fonte de fibras".

O amendoim:"Tem proteínas ricas em aminoácidos essenciais, que não podem ser sintetizadas pelo organismo humano. Seu valor nutritivo não se altera durante a torrefação e suas gorduras também são ricas em ácidos graxos essenciais. O amendoim é uma fonte excelente de vitaminas do complexo B e uma das mais importantes é a B5, já que sua carência conduz à avitaminose denominada pelagra ou doença dos 3D (dermatite, diarréia e demência). Este fruto também inibe a absorção do colesterol, reduzindo os riscos de problemas no coração. Segundo algumas pesquisas, o consumo de amendoim, seja in natura, em doces ou em confeitos, também pode ajudar na prevenção e no tratamento de tumores. A responsável por isso é uma substância encontrada na sua composição química, chamada resveratrol, que possui propriedades antiinflamatórias e anticancerígenas.Também é rico em fibras, potássio, cálcio, magnésio, além de fitosteróis, Omega-6 e outros componentes".

 O aipim: "É boa fonte de energia, não tem proteínas nem gorduras e contém grande quantidade de vitaminas do complexo B, principalmente a vitamina B3 (niacina), além de boa quantidade de potássio, cálcio, ferro e fósforo".

- A abóbora: ela  possui grandes quantidades de vitaminas antioxidantes (vitamina C, E e betacaroteno - provitamina A). Possui também boas quantidades de vitaminas do complexo B (B1, B2 e B5), fibras e os minerais cálcio, fósforo, ferro e potássio. Devido ao seu grande conteúdo de betacaroteno (provitamina A), seu consumo ajuda a diminuir o risco de câncer, doenças do coração, derrame e cataratas. O suco retirado das flores é digestivo; as sementes são vermífugas, mas com efeito lento, e quando trituradas fornecem um suco refrigerante, próprio para os períodos de febre e nas inflamações das vias urinárias, como cistite e hipertrofia prostática. Adstringente, laxante, diurética, alcalinizante. A decocção da polpa é indicada nos casos de diarréia e gases; o sumo da polpa para prisão de ventre. O cataplasma das folhas é indicado em casos de queimaduras, inflamações e dores de ouvido. É um excelente vermífugo, principalmente para crianças. É tônico para o cérebro, fígado, rins e intestinos.