Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Médico condenado pela morte de Michael Jackson volta a exercer a profissão

Conrad Murray irá cuidar de crianças com problemas cardíacos no seu país de origem, Trinidad e Tobago

CARAS Digital Publicado em 12/03/2014, às 09h47 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Conrad Murray tenta provar inocência na morte de Michael Jackson - Getty Images
Conrad Murray tenta provar inocência na morte de Michael Jackson - Getty Images

Conrad Murray pode ser chamado de doutor novamente. O cardiologista, que foi condenado pela morte do cantor Michael Jackson, voltará a exercer sua profissão e cuidará de crianças com problemas no coração.

Mas o médico ainda não pode trabalhar nos Estados Unidos, onde sua licença foi revogada no estado do Texas e suspendida na Califórnia e em Nevada. Murray irá trabalhar voluntariamente em parceria com o Ministério da Saúde de Trinidad e Tobago, no seu país de origem.

+ Ex-mulher de Michael Jackson ameaça Dr. Conrad Murray de morte

De acordo com o TMZ, Murray deve clinicar as crianças com ao lado de outros cirurgiões cardíacos da república caribenha.

A publicação conta que o médico está tentando usar seus contatos nos Estados Unidos para ajudar a saúde de crianças doentes em Trinidad e Tobago. Apesar do que aconteceu com ele nos últimos anos, Murray era um cardiologista de sucesso antes da morte de Michael Jackson.