Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

‘Eu buscava a magreza a todo custo’, revela Cleo Fernandes, a Miss Brasil Plus Size

Cleo Fernandes, a Miss Brasil Plus Size, enfrentou bulimia e hoje vive bem com seu manequim 48. “Descobri que tem muitos homens que gostam de mulher mais cheinha”

Redação Publicado em 04/06/2012, às 15h06 - Atualizado em 24/03/2020, às 16h04

Cleo Fernandes, Miss Brasil Plus Size 2012 - Vagner Campos
Cleo Fernandes, Miss Brasil Plus Size 2012 - Vagner Campos

Cleo Fernandes (25) passou a adolescência se escondendo em casa, obcecada em obter o ‘corpo perfeito’. Mas foram justamente as formas avantajadas que lhe renderam o título de uma das mulheres mais bonitas do país ao vencer em janeiro o Miss Brasil Plus Size 2012, concurso de beleza para gordinhas. Durante o Salão Moda Brasil, em São Paulo, ela desfilou de lingerie sem cerimônia, mostrando que fez as pazes com a autoestima.

“Eu não era nem um pouco bem resolvida, sofri a minha adolescência inteira. Eu tinha 30 quilos a menos que hoje, tive bulimia por muitos anos. Foi uma época muito difícil em que eu buscava a magreza a todo custo”, contou à CARAS Online. “Tudo eu deixava para depois: eu vou à praia depois que eu emagrecer, eu vou numa balada depois que eu emagrecer, tudo era depois que eu emagrecesse”, lembra.

Há dois anos como modelo para tamanhos grandes, ela tem orgulho de seu manequim 48 e acredita que serve de inspiração para outras mulheres com formas semelhantes. “Eu recebo muitos recadinhos de meninas, acho que meu trabalho está ajudando muito na autoestima das mulheres do Brasil, a saírem de casa, ter uma vida social melhor”, afirma.

Sucesso com os homens

Desde que venceu o concurso, Cleo precisou se revezar entre Brasília, onde mora a mãe, Goiânia, onde vive o noivo Marcos Vinícius, e São Paulo, onde passa a maior parte do tempo por conta dos compromissos profissionais. Ela precisou, inclusive, adiar os planos de casamento. “Meu noivo, tadinho, ficou abandonado em Goiânia. A gente ia casar esse ano, já adiamos porque eu não paro lá. Estou enrolando ele. Esse relacionamento é o contrário, eu que estou enrolando o meu noivo”, brincou.

Segundo a miss, com a fama veio também o aumento das cantadas. “É incrível. Eu descobri que tem muitos homens que gostam de mulher mais cheinha, com o corpo mais avantajado, mais quadril, mais peito. Eu achava que não. E percebi também que muitos têm vergonha de assumir isso, então eles não mexem na rua, mas mandam recadinho no Facebook. Meu noivo fica lá de olho”, finalizou entre risos.