Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Bem-estar e Saúde / Nervosismo

Esposa de Ozzy Osbourne revela possível síndrome que explicaria seu excesso de estresse

Apresentadora participou de uma entrevista para o programa 'The Talk'

CARAS Digital Publicado em 07/02/2019, às 14h21 - Atualizado às 16h22

Apresentadora disse que procurou soluções para seus ataques de nervosismo - Reprodução/Instagram
Apresentadora disse que procurou soluções para seus ataques de nervosismo - Reprodução/Instagram

Uma grande revelação da vida pessoal de Sharon Osbourne, esposa do astro musical Ozzy Osbourne, veio à tona durante uma entrevista dada pela apresentadora para o programa The Talk. A mulher, que ficou conhecida na imprensa internacional, justamente por ser extremamente temperamental, deu uma breve explicação para os picos de estresse.

Segundo o site Radar Online, ela foi em busca de explicações para suas explosões de raiva, pelo fato de não achar comum tanto nervosismo. No decorrer do bate-papo, ela revelou que talvez esteja sofrendo de síndrome de Tourette, que se trata de um distúrbio do sistema nervoso que envolve movimentos repetitivos ou sons indesejados.

"Eu infelizmente reajo no momento. Até tento respirar fundo, conto até dez, mas nunca consigo fazer isso com sucesso. Uma pequena coisa sempre vai sair da minha boca e eu penso, depois: 'Por que eu não pensei antes de fazer isso? Por que fiz isso?'. Eu deveria me morder ou algo assim. Eu acho que tenho Tourette”, disse Sharon.

De acordo com algumas fontes próximas à família, a apresentadora não queria contar sobre a doença publicamente. Por isso, escondeu por um bom tempo que teria descoberto o real motivo que a torna um pouco agressiva em determinados momentos e situações. Ainda na declaração da fonte, foi afirmado que ela achou impossível esconder o diagnóstico por mais tempo, pois poderia prejudicá-la.

“Parte da personalidade de Sharon é que ela é uma bomba-relógio. As pessoas a observam para ver quando, como e quando ela vai explodir! Ela não queria que ninguém soubesse, mas como continuava a acumular incidentes fora de controle, achou impossível se esconder por mais tempo”, afirmou a pessoa.