CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Bem-estar e Saúde / ATENÇÃO!

Especialista alerta sobre sintomas do câncer de colo do útero: 'Estágio avançado'

Em entrevista à CARAS Brasil, o oncologista Jorge Abissamra esclarece sobre câncer de colo de útero e reforça importância da prevenção contra o HPV

Oncologista esclarece sobre câncer de colo do útero - Freepik
Oncologista esclarece sobre câncer de colo do útero - Freepik

Em 2019 a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) realizou uma mobilização nas Américas contra o câncer do colo de útero. Segundo dados divulgados na ocasião, somente na América Latina e Caribe, 28 mil mulheres morrem anualmente em decorrência da doença, sendo uma das principais causas de morte entre as mulheres nessas regiões. Em entrevista à CARAS Brasil, o oncologista Jorge Abissamra alerta sobre os sintomas e reforça que essa é uma doença silenciosa: "Estágio avançado"

O ano de 2020 o Brasil registrou mais de 6 mil mortes em decorrência desse tipo de câncer, causado pelo papilomavírus humano (HPV), transmitido na relação sexual. Segundo o especialista, embora a vacina contra o HPV seja de suma importância, ela não previne contra todas as variantes do vírus. 

"Daí a necessidade do exame anual de Papanicolau, que em concomitância ao diagnóstico do câncer de colo do útero, é responsável também pelo diagnóstico de lesões precursoras ao câncer, que se tratadas com o diagnóstico precoce, evita o desenvolvimento das lesões", afirma.

O Dr. Jorge reforça que vírus do HPV está presente em cerca de 95% da população sexualmente ativa, ele é transmitido mesmo com o uso do preservativo, os estudos ainda não indicaram as casualidades entre a infecção do vírus com o diagnóstico do câncer. Por conta disso, o oncologista alerta para os sintomas e menciona que muitos só apresentam quando a doença está em estágio avançado.

"Geralmente os sintomas aparecem quando a doença se encontra em estágio avançado, acompanhado de uma massa pélvica, secreção e sangramento vaginal e dispareunia, que é a dor durante a relação sexual. Nestes casos, infelizmente as mulheres apresentam maior dificuldade de responder ao tratamento e alcançar a cura", explica.

JULHO VERDE-ESCURO

No Brasil, para chamar a atenção da sociedade para a prevenção dos tipos de câncer ginecológico (câncer no colo do útero, no corpo do útero e nos ovários), foi lançada a Campanha Julho Verde-Escuro. O Dr. Jorge orienta sobre a importância de realizar exames preventivos.

"Quando há o diagnóstico do câncer, em muitos casos, o tratamento é realizado com radioterapia local, causando atrofia no canal vaginal, dores permanentes nas relações sexuais e sequelas tardias, como a piora da qualidade de vida das mulheres, daí a importância da vacinação e realização do exame anual de Papanicolau", orienta.

"A Campanha Julho Verde-Escuro é uma importante iniciativa para alertar a nossa sociedade sobre prevenção aos tipos de câncer ginecológico, destes, o de colo do útero é o mais frequente entre as mulheres", finaliza.