Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Bem-estar e Saúde / Polêmica

Em vídeo, Carolina Ferraz declara ser a favor do aborto: ''Eu sou uma humanista''

A atriz revelou que não sabe como ainda é ilegal

CARAS Digital Publicado em 04/10/2018, às 17h03 - Atualizado às 17h05

Carolina Ferraz - Luciana Prezia
Carolina Ferraz - Luciana Prezia

Em entrevista ao canal de Leda Nagle no YouTube, Carolina Ferraz fez algumas revelações e quando o assunto foi maternidade, a atriz abriu seu coração no bate papo.

Carolina é mãe de Valentina, de 23 anos, e Isabel, de 3, a loira comentou sobre suas experiências de parto. "Isabel não consegui fazer parto normal. Tive que fazer uma cesariana e eu odiei fazer cesariana. Foi uma das experiências mais traumáticas que eu já tive. Não é nada natural, saí da sala de parto ainda grávida de 9 meses. Fiz tratamento, tomei muito hormônio. Até hoje, quase 3 anos depois, que eu estou voltando a o que eu era antes. Como vivi a outra experiência antes, realmente não tem comparação. Parto normal é mil vezes melhor que a cesariana", declarou ela.

Além disso, a artista comentou que não acha necessário as mulheres terem filhos por pressão da sociedade. "Não sou daquelas que acha que mulher para ser completa tem que ter filho não. Acho isso uma puta caretice chata pra caramba", explicou. 

Entrando em um assunto mais polêmico, Leda perguntou o que Carolina achava sobre o aborto e ela deu sua opinião e declarou ser humanista. "Sou a favor do aborto, por princípio. Principalmente quando você pensa no sistema de saúde em um país como o Brasil onde o aborto é proibido. Então, parte das pessoas que se submetem a fazer um aborto, se elas não têm uma situação financeira razoável, elas tão correndo um grave risco de vida. Eu sou uma humanista, eu quero deixar claro! A minha decisão em ser a favor é pensando na saúde da mulher que se submete aquilo sem condições, entende? Uma pessoa de uma classe econômica melhor, ela vai no hospital e faz. É ilegal não sei como. Eu, Carolina, não faria um aborto. Mas, nunca passei por essa situação também... entende? Mas, acho que é um direito da mulher, ela sabe. Não acho que deve mas sou a favor da humanidade, da vida humana. O direito da escolha é prioritário", finalizou ela.

Assista o vídeo completo: