Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Descubra quais são os alimentos que combatem o estresse

Especialistas afirmam que carboidratos integrais (e chocolate) podem melhorar muito o nível de estresse no corpo humano

CARAS DIGITAL Publicado em 23/06/2014, às 12h36 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Descubra os alimentos que combatem o estresse - Shutterstock
Descubra os alimentos que combatem o estresse - Shutterstock

O estresse é um grande companheiro das pessoas que têm uma vida corrida, como muito trabalho e tarefas diárias. Principalmente nas cidades grandes, é difícil ver alguém que nunca ficou estressado. Porém, há formas simples de evitá-lo como, por exemplo, mudando a alimentação.

Confira a seguir 4 dicas de alimentos que ajudam a combater o estresse!

Carboidratos integrais: “Devemos consumir na dieta carboidratos integrais como a aveia, arroz integral, pães integrais, massas integrais, que também são ricos em micronutrientes como o magnésio e a vitamina B6, que são essenciais para a síntese de serotonina, um poderoso hormônio responsável por controlar o humor”, explica o endocrinologista Alfredo Cury do Spa Posse do Corpo.

Vitamina C:  “Alimentos ricos em vitamina C, como a acerola, mamão, goiaba, kiwi, pimentão, brocólis, salsinha, couve-flor e repolho, são cheios de ácido ascórbico, responsável por melhorar a absorção das vitaminas do complexo B e do ferro, mineral presente nas carnes vermelhas e que participa do transporte de oxigênio nas células, combatendo a indisposição. Só tome suplementos de vitaminas e minerais caso haja prescrição médica. Do contrário, eles podem prejudicar sua saúde”, orienta o endocrinologista.

Chocolate:O chocolate meio amargo possui nutrientes e compostos bioativos, como o magnésio, teobromina e feniletilamina, que estão relacionados com a melhora do estado emocional. Por causa do estímulo no Sistema Nervoso Central, onde a teobromina libera um hormônio que dá a sensação de prazer (endorfina) e a feniletilamina e o magnésio atuam na síntese da serotonina. O chocolate contém ainda triptofano e carboidratos que potencializam a produção desta serotonina”, diz a nutricionista Marcela Frias da Clínica Dicorp.

 Vinho: “Ele possui uma substância que é o revestarol - potente antioxidante que diminui o risco de doenças cardíacas, câncer e aumenta a longevidade - , além de conter polifenóis que inibem a produção de colesterol ruim (LDL) e faz com que o fígado aumente a produção de colesterol bom (HDL).O álcool presente na bebida produz um potente vasodilatador, que facilita a circulação sanguinea. Ele também atua no sistema nervoso central,, causando o relaxamento. Mas  o ideal é tomar 150ml/dia, não sendo aconselhado o acumulo de doses para um dia somente”, explica a nutricionista Luciana Outerelo do W Spa.