Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Dentista ensina como garantir uma boa higiene bucal

O profissional explica a diferença entre o clareamento dental caseiro e profissional; saiba mais

Bruna Nastas Publicado em 08/07/2016, às 09h43 - Atualizado em 12/07/2016, às 12h19

Dentista ensina como garantir uma boa higiene bucal - Getty Images
Dentista ensina como garantir uma boa higiene bucal - Getty Images

Para garantir um sorriso saudável e um hálito puro, é importante uma boa higiene bucal para evitar problemas como tártaro, gengivite, cáries entre outros.

O mestre em prótese dental, Dr. Leonardo Panza lista quatro cuidados fundamentais:

1)  Escovação com técnica correta, sem uso de força excessiva, sempre após as refeições

2)  Uso do fio dental de forma correta, também após as refeições, ou pelo menos 2 vezes ao dia

3)  Visitas regulares ao Dentista a cada 6 meses ou no máximo 1 vez ao ano

4) Fazer uma alimentação equilibrada e nos horários corretos, evitando o cosumo exagerado de alimentos ricos em açucar, bebidas de pH ácido e que contenham corantes muito fortes

Ele também alerta para o uso do fio dental, que deve ser feito sempre após as refeições. "Se possível, antes da escovação. Deve-se usar um pedaço de aproximadamente 30cm de fio dental, enrolá-lo nos dedos indicadores das 2 mãos, inserir com cuidado no espaço entre cada dente, envolver cada dente de 1 vez, tomando cuidado para não machucar a gengiva entre os dentes".

Para manter a saúde bucal em dia, Leonardo indica procurar um dentista semestralmente. "Em determinados casos o dentista pode pedir ao paciente que faça retornos em períodos diferentes, mas não é o mais comum".

Para pacientes que procuram o clareamento dental para manter os dentes mais brancos, o profissional explica que existem dois tipos: o caseiro e o profissional.

"O caseiro pode  ser feito com uma moldeira que deverá ser preenchida com um gel que contém o agente clareador, que pode ser peróxido de carmabida ou de hidrogênio. Ela deverá ser usada todos os dias por em média 2 horas, por três a quatro semanas.Este método exige disciplina e paciência, uma vez que nele os resultados demoram mais a aparecer, além de ser comum observarmos a ocorrência de sensibilidade durante o tratamento, pois nesta técnica o material de clareamento entra em contato com áreas de recessão gengival e pequenas trincas de esmalte (que são presentes na maioria das pessoas), e que não podem ser protegidas".

Já o clareamento profissional é feito dentro do consultório, com um gel que contém uma concentração maior de agentes clareadores. O efeito é potencializado por uma fonte de luz, que pode ser LED, laser ou ambos. Normalmente são necessárias duas ou três sessões, uma por semana, mas já é possível perceber os resultados na primeira aplicação. Nesta técnica o Dentista faz uma proteção ao redor de todos os dentes visando diminuir o efeito de sensibilidade, porém este pode ocorrer no dia em que é feita a aplicação, mas geralmente não é forte, e pode ser administrada facilmente. Caso o objetivo seja um tratamento mais rápido, as 2 técnicas podem ser feitas ao mesmo tempo, utilizando a moldeira em casa e 1 sessão de clareamento profissional por semana", conclui.