Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Atkins: saiba tudo sobre a dieta que fez Kim Kardashian perder 30 kg

Com baixo consumo de carboidratos, dieta libera o consumo diário de 1800 calorias. Nutricionista fala dos prós e contras; confira!

Luiza Camargo Publicado em 27/06/2016, às 11h40 - Atualizado às 11h42

Atkins: saiba tudo sobre a dieta de Kim Kardashian - Getty Images/Instagram
Atkins: saiba tudo sobre a dieta de Kim Kardashian - Getty Images/Instagram

 O corpão de Kim Kardashianestá de volta. Após dar à luz seu segundo filho, Saint, a socialite já perdeu 30 kg graças a dieta Atkins.

"Esta dieta  é baseada na restrição de carboidratos e ingestão de proteínas (carne vermelha, frango, peixes e ovos), laticíneos em geral e verduras. Grãos e carboidratos não são excluídos, mas consumidos em menos quantidade. O ideal é que se consuma 1800 calorias por dia e  que seja feita por pessoas que querem perder pouco peso em poucos dias”, explica Andrea Santa Rosa Garcia, membro do Centro Brasileiro de Nutrição Funcional.

Uma das vantagens da Atkins é que ela vai mudando conforme o tempo e por isso saí um pouco da mesmice. Agora que já perdeu bastante peso, Kim já está liberada para consumir carboidratos, mas seguindo a linha da dieta (arroz integral, quinoa , batata doce, ou batata cozida).

O cardápio do regime inclui, como a morena mostra em seus posts no Snapchat, omelete de queijo no café da manhã, frango grelhado com verduras e legumes no almoço, frutas e grãos e nozes no lanche, macarrão de abobrinha com proteína na janta, e de lanche ela pode comer doce de manteiga de amendoim.

Porém, quem quiser segui - lá deve ter o acompanhamento de um nutricionista e de um médico, já que, dependendo da pessoa, pode fazer mal devido ao baixo consumo de carboidrato.

"A dieta Atkins consiste em uma dieta com liberado consumo de gorduras e proteínas e, restrição para carboidratos. É dita como uma dieta cetogênica devido a produção dos chamados corpos cetônicos. a quantidade de carboidratos oferecida na dieta, o corpo utiliza-se de outros meios para produzir energia, dentre eles a retirada de glicogênio muscular e não hepático para produzir energia que com o passar do tempo produzimos os chamados corpos cetônicos. O acúmulo destes provoca diversos sintomas em nosso corpo, como dores de cabeça, halitose (hálito ruim), diarréia, fraqueza geral, cãibras e erupções cutâneas", explica a expert.

Ela também é contraindicada para diabéticos, por conta da restrição de carboidratos, para quem possui dislipidemia, problemas renais e ácido úrico elevado.