Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Bem-estar e Saúde / Falou tudo!

Ana Furtado relembra clique tirado no dia de sua última sessão de quimioterapia e manda recado

No Dia Mundial de Combate ao Câncer, Ana Furtado comove as redes sociais com relato necessário

CARAS Digital Publicado em 04/02/2021, às 14h05 - Atualizado às 14h09

Ana Furtado faz relato emocionante sobre câncer - Reprodução/Instagram
Ana Furtado faz relato emocionante sobre câncer - Reprodução/Instagram

Nesta quinta-feira, 04, é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Câncer. Com isso em mente, diversos famosos, que tem grande influência nas redes sociais, estão falando sobre o assunto.

Como foi o caso de Ana Furtado, que já teve câncer de mama e decidiu fazer um relato emocionante em seu Instagram.

“Observe suas mamas. Marque seus exames anuais. Esteja atenta aos seus fatores de risco”, começou na legenda.

“Uma notícia triste chegou essa semana. O câncer de mama se tornou a forma mais comum da doença no mundo, de acordo com a OMS. Por causa da pandemia da Covid-19, atrasos no diagnóstico e tratamento do câncer e alterações na saúde das mulheres, os dados mudaram”, continuou a esposa de Boninho.

“No nosso país, por exemplo, o número de mamografias realizadas no último ano caiu em 84% comparado a 2019. Quantas mulheres deixaram de ter o diagnóstico precoce e perderam chances de saírem curadas do tratamento? Se descoberto no início, o câncer de mama tem 90% de chances de cura!”, prosseguiu.

A loira relembrou sua experiência com a doença: “Em 2018, por estar atenta ao meu corpo e saúde, tive a sorte de conseguir descobrir um tumor ainda em estágio inicial. Tive a sorte também de ter acesso a tratamentos médicos dignos e uma equipe excelente. Quantas mulheres não têm e não tiveram? Hoje, Dia Mundial do Câncer, pergunto a vocês: vocês têm observado suas mamas? Estão com exames anuais marcados? Conhecem seus fatores de risco? A prevenção salva e, ‘quem procura, acha. Quem acha, cura!’”

“Minha vitória veio graças à minha fé, a todo amor que recebi e, sem dúvidas, a tudo que me permitiu responder sim a essas três perguntas há três anos. Quero que você também possar responder sim a estas perguntas. Quero que mais mulheres possam estar atentas à própria saúde e corpo. Quero que mais tenham acesso a um tratamento digno e à cura inevitável!”, concluiu a mãe de Isabella.

Para ilustrar o post, ela usou uma foto tirada no dia de sua última sessão de quimioterapia, em 2018. No registro, ela está de roupão, deitada em uma cama de hospital, com 6 dedos levantados.

Veja: