Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Adriane Galisteu fará peça no lugar de Carolina Ferraz: "Substituí-la é como ter uma bomba na mão"

CARAS Publicado em 24/09/2013, às 20h55 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Adriane Galisteu e Alexandre Iodice - Mariana Vianna
Adriane Galisteu e Alexandre Iodice - Mariana Vianna
Em Nova York com o marido, a apresentadora fala sobre os seus novos desafios profissionais e confessa que não sabe qual será o seu destino na TV. "Quero voltar logo para frente das câmeras, mas preciso esperar a decisão da Band de colocar ou não um programa que já gravei no ar", afirma

Viajar é um verbo que Adriane Galisteu (40) gosta de conjugar em todos os tempos: presente, passado e futuro. Sempre disposta a fazer as malas e cruzar os céus rumo a diferentes destinos, a loira elegeu a cosmopolita New York como sua parada mais recente e, apesar de já ter desembarcado outras vezes na Big Apple, afirma ter visto a cidade com outro olhar. “Isso aqui é mutante, está em constante transformação. Cada vez que venho para cá é como se estivesse vindo pela primeira vez”, diz ela. Com o amado, Alexandre Iodice (43), Adriane fez uma programação diferente da que está habituada. “Por conta do trabalho do Alê, sempre fico conferindo lojas e tendências de moda com ele, além, é claro, de fazer compras. Dessa vez, priorizei os passeios. Almoçamos e jantamos em restaurantes incríveis, andamos cerca de 30km de bicicleta, indo do Central Park e até a região o World Trade Center. Enfim, respiramos um pouco da rotina da cidade”, conta Dri. “O passeio de bike me surpreendeu. Além de poder circular por toda a ilha, a gente se exercitou”, declara o empresário de moda.

O tour de quatro dias também significou uma última pausa antes de a musa encarar seu mais novo desafio nos palcos. No dia 11 de outubro, no teatro Raul Cortez, ela entra em cena com a comédia Três Dias de Chuva, dirigida por Jô Soares (75). “Vou substituir Carolina Ferraz, que deixará a peça por conta de um trabalho na TV. Amo teatro e sempre que subo aos palcos me sinto uma pessoa melhor”, afirma a apresentadora que, por
ora, não deve retornar à telinha.

+ ADRIANE GALISTEU SE EMOCIONA COM FESTA SURPRESA PELOS SEUS 40 ANOS

+ Adriane Galisteu aceita pedido de desculpas do marido de Ana Hickmann

– O que encantou no tour?

Adriane – Fiquei apaixonada pelo High Line, um parque construído em uma linha de trem suspensa e desativada. Achei a ideia genial e fiquei com inveja, afinal, temos um País lindo e não vejo ninguém fazendo propostas assim. Fiquei feliz por ver algo tão incrível e triste por não ter no Brasil.

– Viajar agrega experiências?

Adriane – Sempre que viajo vou às exposições, peças e conferir atividades culturais do lugar. Desta vez, por exemplo, assistimos ao espetáculo Sleep No More. O dinheiro mais bem gasto do mundo é com as viagens.

Alexandre – Não viajo com o objetivo de coletar ideias para o trabalho. Já se tornou algo automático. Observo a moda das ruas, comportamento das pessoas, e o bacana é que a Adri sempre está presente.

– Passeios a dois ajudam a reforçar os laços de amor?

Adriane – É importante reservamos um momento só nosso, para namorar, conversar sobre assuntos diferentes, mas não adianta: bastam alguns minutos e lá estamos nós, falando do Vittorio! Aliás, nessa viagem quem se deu bem foi ele. Não comprei nada para mim, mas para Vittorio...Volto com as sacolas cheias!

Alexandre – Temos uma relação forte, sem rotinas. Então, apesar de momentos assim serem legais, claro, não são tão essenciais para o nosso casamento.

– E a volta aos palcos?

Adriane – Os ensaios já começaram e é a segunda vez que substituo Carolina no palco. A primeira foi em 2006, na peça O Rim. Ela é elegante e talentosa, substituí-la é como ter uma bomba na mão, mas adoro o desafio. É minha nona peça e ainda me sinto caindo de pára-quedas, aquela sensação do frio na barriga nunca passa.

– Tem preferência por atuar ou apresentar?

Adriane – Adoro atuar, para mim, é um desafio, mas a TV é minha vida. Quero voltar logo para frente das câmeras, mas preciso esperar a decisão da Band de colocar ou não um programa que já gravei no ar. Enquanto isso, não posso assinar contrato com nenhuma emissora. Por ora, vou me dedicando ao teatro.

Alexandre – Admiro a versatilidade e a vontade de se superar dela. Adriane não tem medo do trabalho e eu também sou assim. Nos complementamos nisso.