A sífilis assusta, mas a infecção tem cura!

A infecção tem cura
A infecção tem cura Estúdio CARAS


A sífilis é uma infecção que, se não identificada e tratada, pode ter consequências sérias

Geralmente assintomática e silenciosa, a sífilis é uma infecção que, se não identificada e tratada, pode ter consequências sérias. 

A boa notícia é que a infecção tem cura e o tratamento é simples e gratuito pelo SUS (Unidade Única de Saúde). Saiba o que fazer.

Mais Notícias

A sífilis, uma IST (Infecção Sexualmente Transmissível) assim como a sífilis congênita (passada da mãe para o bebê na gestação), é geralmente assintomática e progride silenciosamente, ou seja, você pode ter sífilis e não saber. Por esses motivos, somados a não utilização de preservativos masculinos ou femininos, faz com que a infecção venha crescendo no Brasil, inclusive entre grávidas e jovens que estão iniciando a vida sexual. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença atinge mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, em 2017, o número de casos da infecção entre adultos subiu 27,8% em relação a 2016. 

Mas a sífilis tem cura, se devidamente diagnosticada e tratada. 

A primeira providência é fazer o teste rápido, que fica pronto em 30 minutos, em qualquer unidade de saúde e no Sistema Único de Saúde (SUS). Confirmado o diagnóstico, o tratamento, que é gratuito no SUS, pode ser iniciado imediatamente, com o uso de antibiótico penicilina benzatina. A dosagem depende do estágio clínico da doença: primária, secundária, latente ou terciária. Esse antibiótico também é usado no tratamento das gestantes, e é seguro tanto para elas como para os bebês. O tratamento durante a gestação evita que o feto seja contaminado e previne a sífilis congênita, que provoca danos ao bebê, desde surdez até o óbito. 

Após fazer o tratamento e se curar, a pessoa não fica imune a se infectar novamente se voltar a se relacionar sexualmente com alguém infectado, sem usar camisinha. Por isso, o uso do preservativo em todas as relações sexuais é fundamental. 

Outra recomendação médica é que se faça o teste anualmente, mesmo sem a presença de sintomas. E vale lembrar: seu parceiro também deve fazer o teste. 

A epidemia de sífilis pode ser controlada. Faça o teste, trate e cure!
 

por Estúdio CARAS
Atualizado quinta 31 janeiro, 2019 (311728) | 24/06/2019 17:06:44

Mais conteúdo sobre:

CARAS Recomenda

  1. Cheias de estilo, as mules ganharam variedade de cores e modelos Mules: os sapatos mais confortáveis nessa temporada
  2. Eles dão um toque de sensualidade ao make Batons vermelhos que deixam os lábios poderosos
  3. Compaixão: Um tema muito falado e pouco exercido Fernando Moraes lança título com proposta de gerar reflexão
  4. Têm opções de saltos e materiais para você escolher a sua As botas de salto médio são perfeitas para o friozinho

Receba em Casa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Daniela Mercury é homenageada na Câmara dos Deputados Daniela Mercury beija a esposa na Câmara dos Deputados
  2. 2 Camila Cabello faz revelação chocante sobre novo álbum
  3. 3 Namorada de Rafael Miguel emociona ao relembrar ator
  4. 4 Disney revela faixas que farão parte do filme “O Rei Leão”
  5. 5 Mules: os sapatos mais confortáveis nessa temporada
  6. 6 Benício, filho de Luciano Huck e Angélica, deixa a UTI
  7. 7 Loira flagrada com Bruno Montaleone na praia rebate críticas
  8. 8 Thais Carla sensualiza de lingerie e conquista elogios
  9. 9 Meghan Markle faz mudanças em seu anel de noivado
  10. 10 Scherer bate-boca com seguidor que xingou Sheila Mello