A sífilis assusta, mas a infecção tem cura!

A infecção tem cura
A infecção tem cura Estúdio CARAS


A sífilis é uma infecção que, se não identificada e tratada, pode ter consequências sérias

Geralmente assintomática e silenciosa, a sífilis é uma infecção que, se não identificada e tratada, pode ter consequências sérias. 

A boa notícia é que a infecção tem cura e o tratamento é simples e gratuito pelo SUS (Unidade Única de Saúde). Saiba o que fazer.

Mais Notícias

A sífilis, uma IST (Infecção Sexualmente Transmissível) assim como a sífilis congênita (passada da mãe para o bebê na gestação), é geralmente assintomática e progride silenciosamente, ou seja, você pode ter sífilis e não saber. Por esses motivos, somados a não utilização de preservativos masculinos ou femininos, faz com que a infecção venha crescendo no Brasil, inclusive entre grávidas e jovens que estão iniciando a vida sexual. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença atinge mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, em 2017, o número de casos da infecção entre adultos subiu 27,8% em relação a 2016. 

Mas a sífilis tem cura, se devidamente diagnosticada e tratada. 

A primeira providência é fazer o teste rápido, que fica pronto em 30 minutos, em qualquer unidade de saúde e no Sistema Único de Saúde (SUS). Confirmado o diagnóstico, o tratamento, que é gratuito no SUS, pode ser iniciado imediatamente, com o uso de antibiótico penicilina benzatina. A dosagem depende do estágio clínico da doença: primária, secundária, latente ou terciária. Esse antibiótico também é usado no tratamento das gestantes, e é seguro tanto para elas como para os bebês. O tratamento durante a gestação evita que o feto seja contaminado e previne a sífilis congênita, que provoca danos ao bebê, desde surdez até o óbito. 

Após fazer o tratamento e se curar, a pessoa não fica imune a se infectar novamente se voltar a se relacionar sexualmente com alguém infectado, sem usar camisinha. Por isso, o uso do preservativo em todas as relações sexuais é fundamental. 

Outra recomendação médica é que se faça o teste anualmente, mesmo sem a presença de sintomas. E vale lembrar: seu parceiro também deve fazer o teste. 

A epidemia de sífilis pode ser controlada. Faça o teste, trate e cure!
 

por Estúdio CARAS
Atualizado quinta 31 janeiro, 2019 (311728) | 23/04/2019 21:29:39

Mais conteúdo sobre:

CARAS Recomenda

  1. CARAS Experience: D&D reúne arquitetos em passeio de lancha
  2. D&D premia arquitetos em São Paulo
  3. Fabrizio Fasano tira suspiros no 'Bate Bola na Cozinha'
  4. Sandra Matarazzo e sua paixão no Bate Bola na Cozinha

Receba em Casa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Junno Andrade posa com Xuxa e se derrete: ''Amor''
  2. 2 Thais Fersoza curte piscina com família e Melinda se revolta
  3. 3 Vivi Araújo manda indireta após recado de Gracyanne Barbosa
  4. 4 Carol Dantas revela desejo grávida e noivo destrói momento
  5. 5 Gracyanne Barbosa pega pesado na academia e impressiona
  6. 6 Após polêmica com Neymar Jr., Zé Felipe posa com a namorada
  7. 7 Estrelas do SBT revelam brigas e espionagem nos bastidores
  8. 8 Ex-BBB Paula abre o jogo sobre a fama após ganhar o reality
  9. 9 Bruna Griphao ousa em ensaio e quase mostra demais
  10. 10 Luísa nega pausa na carreira para cuidar de Whindersson