A sífilis assusta, mas a infecção tem cura!

A sífilis é uma infecção que, se não identificada e tratada, pode ter consequências sérias

terça 15 janeiro, 2019
A infecção tem cura
A infecção tem cura Estúdio CARAS

Geralmente assintomática e silenciosa, a sífilis é uma infecção que, se não identificada e tratada, pode ter consequências sérias. 

A boa notícia é que a infecção tem cura e o tratamento é simples e gratuito pelo SUS (Unidade Única de Saúde). Saiba o que fazer.

Mais Notícias

A sífilis, uma IST (Infecção Sexualmente Transmissível) assim como a sífilis congênita (passada da mãe para o bebê na gestação), é geralmente assintomática e progride silenciosamente, ou seja, você pode ter sífilis e não saber. Por esses motivos, somados a não utilização de preservativos masculinos ou femininos, faz com que a infecção venha crescendo no Brasil, inclusive entre grávidas e jovens que estão iniciando a vida sexual. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a doença atinge mais de 12 milhões de pessoas em todo o mundo. No Brasil, em 2017, o número de casos da infecção entre adultos subiu 27,8% em relação a 2016. 

Mas a sífilis tem cura, se devidamente diagnosticada e tratada. 

A primeira providência é fazer o teste rápido, que fica pronto em 30 minutos, em qualquer unidade de saúde e no Sistema Único de Saúde (SUS). Confirmado o diagnóstico, o tratamento, que é gratuito no SUS, pode ser iniciado imediatamente, com o uso de antibiótico penicilina benzatina. A dosagem depende do estágio clínico da doença: primária, secundária, latente ou terciária. Esse antibiótico também é usado no tratamento das gestantes, e é seguro tanto para elas como para os bebês. O tratamento durante a gestação evita que o feto seja contaminado e previne a sífilis congênita, que provoca danos ao bebê, desde surdez até o óbito. 

Após fazer o tratamento e se curar, a pessoa não fica imune a se infectar novamente se voltar a se relacionar sexualmente com alguém infectado, sem usar camisinha. Por isso, o uso do preservativo em todas as relações sexuais é fundamental. 

Outra recomendação médica é que se faça o teste anualmente, mesmo sem a presença de sintomas. E vale lembrar: seu parceiro também deve fazer o teste. 

A epidemia de sífilis pode ser controlada. Faça o teste, trate e cure!
 

por Estúdio CARAS
Atualizado quinta 31 janeiro, 2019 (311728) | 19/02/2019 18:32:32

Mais conteúdo sobre:

CARAS Recomenda

  1. Monica Chaves traz receita de sua vó no Bate Bola na Cozinha
  2. Fabio Benedetti fala sobre sua relação afetiva com a comida
  3. Edu Guedes fala de receita familiar no Bate Bola na Cozinha
  4. Tati Romano fala sobre sua infância no Bate Bola na Cozinha

Receba em Casa

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  1. 1 Valesca Popozuda posta crítica pesada contra atual governo
  2. 2 Hacker invade celular de Mateus Solano e aplica golpe
  3. 3 Amiga de Marina Ruy Barbosa deixa escapar comentário
  4. 4 Gabi Brandt relembra casamento luxuoso com Saulo Poncio
  5. 5 Visita especial na casa do 'BBB 19' surpreende os brothers
  6. 6 Ariana Grande conquista feito que só os Beatles tinham
  7. 7 Rita Cadillac aceitaria fazer harmonização no rosto
  8. 8 Gracyanne Barbosa posa de lingerie e exibe marquinha de sol
  9. 9 Mileide Mihaile apoia Débora Nascimento após término de José
  10. 10 Kylie Jenner fala se fez plásticas no rosto