Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Preenchimento facial: veja 5 cuidados necessários para fazer o procedimento

Técnica é ótima em amenizar rugas e linhas de expressão, mas em excesso pode destruir o rosto de uma pessoa. Cirurgiã plástica explica; confira

Luiza Camargo Publicado em 22/06/2015, às 12h05 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Preenchimento facial - Shutterstock
Preenchimento facial - Shutterstock

O preenchimento facial tem se tornado cada vez mais comum entre as mulheres que desejam acabar ou amenizar as rugas e linhas de expressão.

Todavia, como é um procedimento estético, ele precisa ser feito com um profissional habilitado que precisa analisar sua pele e suas características anteriormente.

Em entrevista à CARAS Digital, Juliana Sales, cirurgiã plástica especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e Membro da Associação Médica Brasileira, revelou quais são os 5 cuidados que uma pessoa precisa ter antes e depois do preenchimento facial; confira!

1) Procure um profissional habilitado

"Nada de fazer o procedimento em qualquer lugar ou com profissionais sem qualificação. É preciso que o profissional seja um dermatologista, credenciado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, ou um cirurgião plástico, credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica”, explica.

2) Fracione as aplicações em pequenas doses
"O segredo está em fazer aplicações de pequenas doses e fracionar as sessões em pelo menos duas visitas. Fazendo o procedimento aos poucos, fica mais fácil notar excessos. Além disso, passado o inchaço após a aplicação inicial, dá para diferenciar os pontos em que ainda é necessária a aplicação daqueles onde as rugas já foram embora”, afirma.

3) Evite as alergias
"Colágeno e gordura são algumas das substâncias que podem ser usadas para o preenchimento, mas, geralmente o ácido hialurônico é o mais eficiente. Dentre as vantagens do produto, está a baixa incidência de alergias que ocorre no seu uso. Isso acontece porque esta substância está naturalmente presente no organismo, preenchendo o espaço entre as células”, esclarece.

4) Fuja do excesso
"Muitos pacientes aplicam mais preenchimento do que a pele precisa, perdendo o totalmente a expressão do rosto. O médico deve devolver ao paciente apenas aquele volume que foi perdido pelo envelhecimento e não acrescentar volume extra", explica.

5) Cuide depois
"O preenchimento facial pode deixar alguns hematomas. Isso acontece porque as agulhas podem machucar algum vaso sanguíneo de pequeno calibre. O resultado é um sangramento que se transforma numa manchinha roxa no seu rosto. Mas o problema some em alguns dias”, conclui.