Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Vissotto celebra a sua Victoria

Campeão do vôlei apresenta a caçula e exalta rotina em família

CARAS Publicado em 05/11/2013, às 20h03 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

O jogador, que há cinco meses trocou a Rússia pelo Rio, fala com orgulho de sua intimidade com Victoria,
de 2 meses, nos braços. - Selmy Yassuda/Artemisia Fot.E Com.
O jogador, que há cinco meses trocou a Rússia pelo Rio, fala com orgulho de sua intimidade com Victoria, de 2 meses, nos braços. - Selmy Yassuda/Artemisia Fot.E Com.

Com 2,12m e 107kg, Leandro Vissotto (30), da Seleção Brasileira de Vôlei e do RJX, prima pela delicadeza na vida familiar. Se dentro das quadras, na função de oposto, tornou-se um dos mais valiosos jogadores do mundo justamente pela agressividade de seu ataque, em casa ele transforma-se por completo. Desde a chegada de Victoria (2 meses), Leandro não esconde a cara de bobo ao se mostrar um craque com a mamadeira nas mãos. “Ela é uma princesa, não é?”, pergunta, antes abraçar a primogênita, Catharina (3), com quem dança balé, pinta as unhas e brinca de casinha. “Cacá é muito grudada comigo e está com um pouco de ciúmes da Vic, então, procuramos dar uma atenção individual a ela”, conta ele, orgulhoso ainda do casamento de cinco anos com a designer de moda Nathália Rohlfs (27). “Minha vida ficou muito melhor e bem mais feliz com a Nat e as nossas filhas. São essenciais, faço tudo por elas”, afirma o campeão, que ganha elogios pela dedicação. “Leandro é paizão e maridão. Sempre foi muito presente. Estou realizando meu sonho. Aonde ele for, vamos atrás!”, conta ela. Foi justamente a paixão pela família que levou Vissotto a deixar há cinco meses a cidade russa de Ufa. Depois de passar 14 anos em clubes fora do Rio, sendo seis anos na Itália e a última temporada na Sibéria, ele decidiu voltar para a terra natal com a mulher e as filhas logo após Nathália descobrir a gravidez. “No exterior passamos por muitas coisas juntos e nosso amor se fortaleceu. Victoria foi desejada e tudo se encaixou perfeitamente. Quando recebi a proposta, percebemos que era o momento perfeito. Está sendo maravilhoso retornar às origens. É muito bom tanto para as meninas como para mim, agora posso compensar o tempo que estive longe dos meus parentes”, analisa ele, que, mesmo tendo de abrir mão de um padrão de vida mais alto, priorizou em sua decisão o lado sentimental. “Estar perto de quem eu amo não tem preço”, justifica Leandro.