Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS

Queimaduras em crianças exigem cuidados imediatos. Saiba como agir em caso de acidente

Se filho se queimou com água fervendo, comida quente ou com um choque elétrico? Atenção: soluções caseiras podem piorar a queimadura e causar infecções! Saiba como agir em caso de acidente e aprenda a prestar os primeiros socorros

Juliana Cazarine Publicado em 16/04/2013, às 11h01 - Atualizado em 10/05/2019, às 11h20

Em caso de queimadura, lave o local da lesão com água corrente e, se necessário, procure ajuda médica imediatamente - Shutterstock
Em caso de queimadura, lave o local da lesão com água corrente e, se necessário, procure ajuda médica imediatamente - Shutterstock

Dois acontecimentos recentes chamaram atenção para o risco de sofrer queimaduras ao qual toda criança está exposta. Rafael, o filho caçula da cantora Claudia Leitte, queimou a mão em um prato quente de sopa durante uma brincadeira com o irmão mais velho, Davi. O outro acidente, com consequências mais graves, aconteceu em um supermercado de São Paulo, onde duas meninas, de seis e sete anos, levaram um choque elétrico ao encostarem em uma gôndola. Uma delas teve parada respiratória e só se salvou porque uma cliente do estabelecimento sabia fazer massagem cardíaca. E você, saberia agir em caso de emergência? De acordo com a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), o contato com água fervente é a principal causa de queimaduras em crianças de até seis anos. Mas é importante saber: “cada idade é mais propensa a sofrer um tipo específico de queimadura. As mais comuns são causadas por água quente e choques”, afirma Alessandra Françoia, coordenadora nacional da ONG Criança Segura.

A primeira medida a ser tomada após um acidente doméstico que provoque queimaduras é lavar o local. Se a lesão for grave, é preciso ir ao hospital. “Se a criança se queimar, lave bem o local com água corrente e aplique vaselina”, afirma Selma Maria Helene, dermatologista e coordenadora do Departamento de Dermatologia Pediátrica da Sociedade Brasileira de Dermatologia. É o grau da queimadura que determina se será necessário buscar ajuda médica. “Existem queimaduras de primeiro (provoca vermelhidão na pele), segundo (causa bolhas) e terceiro (atinge músculos e nervos) graus. Se a queimadura é de segundo grau, a criança precisa ser encaminhada ao pronto-socorro para iniciar o tratamento imediatamente”, afirma Selma. “Se a pele só está vermelha, mas a queimadura é grande e a criança está com dor ou se sentindo mal, procure um médico”, continua.

É importante ter cuidado ao prestar os primeiros-socorros. “Se caiu água quente sobre a roupa, por exemplo, ninguém pode retirar a peça porque a pele pode sair junto. É necessário ir ao hospital imediatamente”, avalia Alessandra Françoia. “Para aliviar o calor, coloque um pano molhado sobre a queimadura”, diz. E esqueça qualquer tipo de recomendação caseira. “Elas podem provocar infecção e piorar a situação”, afirma Alessandra. 

Quando a lesão na pele é provocada por um choque elétrico, a visita ao médico é indispensável. Nesses casos, corte a corrente elétrica antes de encostar na criança e afastá-la do equipamento que causa o choque e não deixe que ela entre em contato com água. Se a voltagem do choque for alta, pode provocar também parada respiratória. Busque ajuda médica imediatamente. Até o socorro chegar, tente reanimar o acidentado com massagem no peito. Com as mãos entrelaçadas no centro do tórax, pressione a região.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, toda a pessoa que estiver com o corpo em chamas precisa rolar no chão (de um lado para o outro) ou usar um cobertor para conter o fogo. Depois, é preciso buscar ajuda médica imediatamente.

Confira dicas para prevenir acidentes que podem provocar queimaduras:

- Tenha uma porta de segurança na cozinha para evitar a entrada de crianças quando ninguém estiver supervisionando;

- Use as bocas de trás do fogão;

- Nunca pegue o bebê no colo quando estiver segurando algum líquido quente;

- Verifique a temperatura da água da banheira antes de colocar o bebê dentro. Faça o teste de temperatura usando o dorso da mão ou a parte de dentro do braço, que são quase tão sensíveis quanto a pele do bebê;

- Nunca deixe as crianças brincarem por perto quando alguém estiver passando roupas;

- Mantenha o ferro de passar, a chapinha, o aquecedor e outros eletroeletrônicos que podem causar queimaduras longe do alcance de crianças;

- Crianças não podem manusear isqueiros e fósforos;

- Não armazene álcool líquido em casa;

- Não acenda velas ou, sempre que precisar, mantenha-as longe de tecidos;

- Não deixe fios e tomadas expostos. Esconda-os atrás dos móveis e use tampas protetoras;

- Não utilize a mesma tomada para ligar mais de um aparelho.