Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Bebê / Maternidade diferente

Poliana Abritta, Mariana Kupfer e Teté Ribeiro conversam sobre fertilização assistida com Bial

Mulheres falam sobre seus processos para engravidar

CARAS Digital Publicado em 02/08/2018, às 21h32 - Atualizado às 21h36

Conversa com Bial - Divulgação Rede Globo
Conversa com Bial - Divulgação Rede Globo

Conversa com Bial, exibido após o Jornal da Globo, tem como pauta desta quinta-feira, 2, um assunto cada vez mais relevante: a fertilização assistida. De acordo com a Sociedade Brasileira de Produção Assistida, em 2017 foram realizados mais de 36 mil procedimentos do tipo. A maioria opta pelo tratamento por conta de problemas de saúde, por estarem em uma relação homoafetiva ou por não ter um parceiro. 

Experientes nesse processo, Poliana Abritta, Mariana Kupfer e Teté Ribeiro conversaram com Pedro Bial sobre suas histórias. O apresentador inclusive compartilhou que sua filha mais nova, Laura, também é fruto do tratamento de produção assistida. 

Poliana virou mãe de trigêmeos com a fertilização. A apresentadora do Fantástico passará a apresentar um quadro sobre o assunto no programa, chamado Fertilidade, Um Projeto de Vida, a partir deste fim de semana. 

A modelo Marina comentou que não foi por questões de saúde que optou pelo procedimento, mas sim pois não encontrou alguém que quisesse dividir a maternidade com ela. Recomendada por um médico, importou o sêmen, e hoje tem uma filha de 8 anos. 

Já Teté disse que, por mais que tentasse, não conseguiu engravidar. Ela e o marido então optaram pela barriga de aluguel. Logo, a mulher escolhida estava gerindo duas garotinhas.