Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Bebê / Nasceu!

Filha do cantor Leandro, Lyandra Costa apresenta o filho recém-nascido

Lyandra Costa, filha do cantor Leandro, mostra foto do rosto do filho recém-nascido, José: 'Obrigada Jesus'

CARAS Digital Publicado em 10/06/2022, às 10h41

Lyandra Costa, filha do cantor Leandro - Foto: Reprodução / Instagram
Lyandra Costa, filha do cantor Leandro - Foto: Reprodução / Instagram

A médica Lyandra Costa, filha do cantor sertanejo Leandro, emocionou seus seguidores ao mostrar uma foto do rosto do filho recém-nascido, José, que veio ao mundo na quinta-feira, 9. Nas redes sociais, ela exibiu uma foto do bebê dormindo no bercinho da maternidade.

“Minha vida tem uma nova cor! Te amo incondicionalmente meu filho. Obrigada Jesus”, disse ela na legenda.

O bebê nasceu com 50 cm e 3.985 kg. “José nasceu e nós renascemos! Seja bem-vindo ao mundo, amor de nossas vidas. Que Deus te abençoe sempre, papai e mamãe te amam infinitamente”, escreveu ela.

Vale lembrar que o cantor Leandro, da dupla com Leonardo, faleceu em 1998, vítima de um câncer raro.

Lyandra Costa mostra foto do nascimento do filho

Lyandra Costa faz homenagem para o filho

Na reta final da gestação, Lyandra Costa fez um depoimento nas redes sociais sobre a espera pelo nascimento do filho e as mudanças em sua vida. 

"Ser mãe pra mim hoje é sentir o amor mais puro do mundo sem nem ter visto o rostinho do filho ainda. É mudar meus hábitos de vida e comer de forma mais saudável por ele. Ser mãe é sentir um turbilhão de emoções quando descobre da chegada de um filho, é descobrir uma força que você nem sabia que existia, por ele. Ser mãe pra mim hoje é querer que meu filho acorde junto comigo pela manhã (como eu sei? Pelos pezinhos dele debaixo das minhas costelas quando está se espreguiçando) pra eu saber que está tudo bem e que ele passou bem a noite. Ser mãe pra mim hoje é orar e abençoar a vida do meu filho desde já, é não deixar que mãos “suspeitas” toquem meu ventre", disse ela. 

E completou: "É abrir mão do corpo que tinha, sabendo que pode voltar a ser como era, ou não. Mas tudo bem, o mais precioso está aqui comigo. Hoje pra mim ser mãe é olhar algumas estrias que surgiram e não ligar (tanto) - afinal, meu corpo está sendo a morada do meu filho, e precisou se adequar pra isso também. Durante esses quase 9 meses ser mãe pra mim foi entrar em algumas lojas e ir direto pra sessão de bebês e crianças, foi abrir mão do que eu queria no momento porque o do meu filho é mais importante, mais urgente e mais especial. Ser mãe pra mim hoje ainda é ter medo do que está por vir, com muita insegurança e muita fragilidade. Mas tendo certeza de que o melhor ainda não chegou, que ainda tenho muito o que descobrir sobre ser mãe, sobre o amor de mãe e sobre o maternar - e não vejo a hora. A mamãe te ama incondicionalmente, José. E sei que eu que já te amo tanto, ainda não te amo tudo"