bebe

Brinco da filha de Gisele Bündchen cria polêmica na mídia internacional

Publicação internacional fala sobre a tradição brasileira de furar as orelhas dos bebês após ver uma foto de Vivian Lake, filha de Gisele Bündchen, usando brincos

CARAS Online Publicado segunda 29 julho, 2013

Publicação internacional fala sobre a tradição brasileira de furar as orelhas dos bebês após ver uma foto de Vivian Lake, filha de Gisele Bündchen, usando brincos
Gisele Bündchen e Vivian Lake - Reprodução / Instagram

A modelo brasileira Gisele Bündchen faz questão de criar os seus filhos, Benjamin e Vivian Lake, do casamento com Tom Brady, entre as culturas do Brasil e dos Estados Unidos. E isso faz com que as tradições dos dois países façam parte das vidas das crianças, mas podem causar estranhamento para quem não conhece bem as duas culturas. E foi isso que aconteceu nesta semana, no Reino Unido. O Daily Mail, publicação reconhecida internacionalmente quando o assunto é celebridades, mostrou a polêmica que surgiu após Gisele publicar uma foto de sua filha, Vivian, usando um par de brincos nas orelhas.

+Gisele Bündchen vai à praia com a filha e mostra sua boa forma

A menina tem quase oito meses de idade e já teve as suas orelhas furadas a pedido da mamãe. Para nós, aqui no Brasil, isso não é nada demais, já que é culturalmente aceito que os pais furem as orelhas dos bebês ainda nos primeiros meses de vida ou assim que deixam a maternidade. Mas, nos Estados Unidos e Reino Unido, esta tradição não existe, já que as meninas costumam fazer os primeiros furos apenas no final da pré-adolescência.

+Gisele Bündchen parabeniza a mãe, Vânia, pelo seu aniversário

De acordo com a publicação do Daily Mail, alguns pais chegam até a rotular o ato de furar as orelhas dos bebês como ‘cruel’. “Eu não sou a favor de causar dor em meus filhos por nenhum benefício médico”, afirmou Gina Crosley-Corcoran. Também há aqueles pais que se veem divididos entre as duas culturas. “Eu não tinha certeza se queria colocar brincos em meu bebê antes que tivesse a idade suficiente para expressar o seu desejo”, afirmou Eleni N.Cage, que decidiu fazer os furos quando a filha tinha seis meses. “Amália chorou por um minuto ou mais, menos do que chorou quando tomou a vacina contra a gripe algumas semanas mais tarde”, confidenciou.

+Gisele Bündchen mostra foto ao lado das irmãs quando era criança

Como é uma tradição no Brasil, os pais só precisam tomar cuidado na hora de escolher o local em que o procedimento será feito em seus filhos. “Não tem nada a ver com vaidade. É simplesmente uma tradição cultural. Eu me apavorei quando soube que meu primeiro filho era uma menina porque não sabia onde iria levá-la para furar as orelhas”, contou Roxana Soto, co-fundadora da Spanglish Baby, e moradora de Denver. “O procedimento não é isento de riscos. Nem todos os locais podem ter o material adequado ou pessoal treinado para trabalhar com crianças”, disse Meredith Goodwin, médica na Flórida, que diz que alguns pediatras podem furar as orelhas dos bebês com agulhas esterilizadas.

+Relembre momentos de Gisele Bündchen nas passarelas de desfiles

E você, é a favor ou contra furar as orelhas dos bebês?

Último acesso: 08 Aug 2020 - 03:19:52 (234548).