bebe Anuário

BEBÊ: Aniversário feliz!!

Quando a hora do “parabéns” se aproxima, os pais têm a difícil e divertida tarefa de preparar uma festinha que encha o filho de alegria

Juliana Cazarine Publicado sexta 28 setembro, 2012

Quando a hora do “parabéns” se aproxima, os pais têm a difícil e divertida tarefa de preparar uma festinha que encha o filho de alegria
Anuário do Bebê: Aniversário feliz!! - Studio Bambini e Piccolini / Divulgação

Foram quase três meses de preparativos para fazer uma festa perfeita para João Pedro, que completava 4 anos de idade. Depois de escolher o bufê, a comida e o bolo, e de comprar enfeites para preparar a decoração da mesa, do espaço e confeccionar as lembrancinhas, Juliana Andrade pôde dizer que cada momento dedicado à organização da comemoração de aniversário do filho foi recompensado quando ele disse: “Mãe, eu amei a minha festa”. E claro, também pela satisfação das crianças convidadas.

Juliana contratou um bufê, que ofereceu o espaço e o cardápio, e cuidou sozinha da decoração personalizada. Ela acompanhou cada detalhe para que tudo saísse como planejado. E deu certo. A festa “dinossauro” foi um sucesso. Mas, para alcançar tal resultado, ela uniu sua criatividade e dedicação à experiência das comemorações anteriores. “No aniversário de 3 anos,  z um brunch e assumi toda a responsabilidade, desde a decoração até a comida. Comprei pães, bolos, frutas e sucos. No dia da festa, minha empregada e mais cinco funcionárias, contratadas especialmente para a ocasião, quase não conseguiram dar conta do trabalho. Elas tinham que esquentar a comida antes de servir, preparar o suco e repor as mesas. Quase não aproveitei o momento”, conta. 

O tempo, ou a falta dele, é o que, em geral, faz os pais optarem por contratar o serviço completo de bufê, que oferece espaço, comida, decoração e atrações divertidas. Mas, antes de escolher essa opção, os pais devem analisar o local, saber se tem alvará de funcionamento e se os brinquedos estão em boas condições de uso. Em todo caso, o acompanhamento do trabalho dos profissionais escolhidos é indispensável. “Os pais devem sugerir mudanças na decoração, porque os bufês já têm mesas prontas de acordo com cada tema, e acompanhar a escolha dos salgadinhos. Para agradar a todos é preciso ter opções fritas e assadas, por exemplo”, diz Juliana Bajon, consultora de festas da Fetê São Paulo. “Ninguém que ir ao mesmo aniversário duas vezes, essa é a impressão que se tem com uma festa ‘pronta’”, afirma.

A decoração é o diferencial de um evento. “Enfeites enormes e exagerados estão fora de moda. Hoje, as mães preferem algo mais clean”, diz Estela Curioni, sócia da Caraminholando Atelier de Festas. Cada detalhe da festa pode carregar aspectos decorativos. “Tags com nome do aniversariante em chocolates, docinhos e água são fortes tendências. O uso de doces decorados e embalagens diferentes, como a bisnaga de brigadeiro, também são. A decoração e o cuidado com detalhes criam uma identidade visual única e que deixa a festa linda”, afirma.

Para Bajon, “a decoração deve ser definida a partir do estilo da criança.” Foi o que fez Juliana Andrade, que incluiu o filho em todas as fases dos preparativos. “João escolheu o tema e eu comprei o que precisava para compor a festa. Enchi um dos quartos de casa de dinossauros e trabalhei na decoração e nas lembrancinhas. No dia da festa, ele identificou tudo o que nós havíamos escolhidos juntos”, conta.

A mãe pode participar ativamente da produção de cada item da festa de aniversário sem precisar fazê-los ela mesma. Existem empresas especializadas em organizar eventos sociais, que planejam todos os detalhes e garantem uma festa agradável. Ainda assim, ela pode optar por contratar separadamente serviço de catering para cuidar da comida, uma decoradora para personalizar a festa com o tema escolhido, um cake designer ou confeiteiro para fazer o bolo e os docinhos e uma atração que possa animar a festa. De qualquer forma, a dica para alcançar a perfeição é ter criatividade. “Consegui aliar o conforto e a praticidade do bufê à personalização que uma festa em casa oferece”, diz Juliana.

Já que é possível contratar todos os serviços, a festa em casa também pode ser uma ótima opção para quem não tem muito tempo livre e, segundo Estela, “elas voltaram a ser tendência.” Para fazer a escolha correta, a mãe deve levar em consideração os prós e contras de cada espaço. “Em casa, a festa torna-se mais aconchegante. O aniversariante, por sua vez, sentirá que é o anfitrião  da festa e ainda poderá ficar até tarde abrindo os presentes. Sem contar que o horário é mais flexível. Mas o bufê é preparado para receber festas, então possui acomodações e mobiliário adequados, além de diversas opções de recreação”, completa.

Mas promover atividades lúdicas para as festas em casa pode ser um desafio. E recreação é um dos itens de maior importância. “Se a criança não tiver o que fazer, vai querer ir embora em, no máximo, duas horas”, afirma Bajon. Além dos tradicionais shows de palhaços, pula-pula e piscina de bolinhas, é possível oferecer também brincadeiras divertidas e construtivas. “Os ateliês de personalização das lembrancinhas são ótimas opções. Se a festa é de ‘princesas’, pode ter um ateliê de coroas. Se for de ‘selva’, as crianças podem fazer máscaras de animais. O mais legal é que os pais podem participar do momento”, afirma Estela.

Mesmo a festa sendo infantil, todos devem se sentir acolhidos e à vontade com o ambiente. “O aniversário é de uma criança, mas a comemoração é para todos os convidados”, diz Bajon. “Quem optar por um bufê, tem que escolher um lugar que não seja completamente fechado. Normalmente, os adultos não querem ficar entre quatro paredes com crianças brincando e correndo”, conclui a consultora de festas. Dependendo do perfil  dos convidados, os pais podem oferecer bebida alcoólica e até tocar músicas “de adultos”.

Depois de tanto trabalho para organizar a festa, o último detalhe ao qual os pais devem atentar é o registro de todos os momentos felizes. Afinal, é uma delícia poder revivê-los em família. “Mesmo com uma máquina excelente, é impossível substituir o olhar de um fotógrafo. Meu marido e eu tentamos nos aniversários de 1 e 3 anos do João, mas não dá para tirar boas fotos e conciliar o tempo com os convidados. Para o 4º aninho, contratei uma profissional”, conta Juliana.

Organizar uma festa é um processo divertido, que pode aproximar ainda mais pais e filhos. “Preparar um aniversário exige tempo e paciência, mas a satisfação de ver o seu  lho reconhecer o carinho com que você fez tudo é indescritível”, afirma a mãe dedicada de João Pedro. Uma festa perfeita é aquela em que o aniversariante se diverte ao lado da família e dos amigos.

A PREPARAÇÃO

LOCAL: Se fizer a festa em casa, certifique-se de que tem a infraestrutura necessária. Se a opção for um bufê, verifique se o local tem alvará de funcionamento e cheque a manutenção dos brinquedos.
DECORAÇÃO: A decoração não se limita à mesa do bolo. Hoje, a tendência é dar atenção aos detalhes e personalizar cada item.
COMIDA: O cardápio deve ser adequado ao horário da festa. É possível ter opções com salgadinhos e finger foods para festas de dia.
RECREAÇÃO: As melhores opções de entretenimento promovem interação entre os convidados, como um ateliê para fazer lembrancinha.
SERVIÇOS: Antes de escolher um fornecedor, peça referências e converse com quem já o contratou.

BEM-VINDO, FILHO!

Não é preciso esperar o filho completar um aninho para organizar uma festa para ele. Ao saber que está grávida, a futura mamãe já pode começar a pensar no chá de bebê, que é uma comemoração tão alegre e repleta de expectativas quanto o primeiro aniversário. E a própria gestante pode preparar e escolher todos os detalhes.

O período mais recomendado para a realização da festa é quando a gestação chega ao sétimo mês. “A mãe ainda não está tão cansada e tem tempo para organizar os presentes que ganhou e trocar o que for necessário”, diz Flávia Gurgel, organizadora de eventos. E claro, nessa fase, a barriga está aparente e os convidados podem compartilhar a felicidade de ver o bebê crescer.

E foi-se o tempo em que o chá de bebê era restrito às mulheres. “O pai e seus amigos da ala masculina também podem participar desse momento. O chá misto é uma ótima alternativa para resolver essa questão e é muito divertido”, afirma Flávia.

Quem acha que, se a mãe souber quais são os itens da lista de presentes, a brincadeira de adivinhações será menos divertida, está enganado. O jogo não precisa ser a tradicional “O que é? E quem deu?”. Existe uma nova versão. Cada convidado pode levar uma fotografia de quando era criança e, no momento da abertura dos presentes, a mãe terá que descobrir quem é a pessoa da imagem. Ela pode abrir os presentes na sequência das fotos. 

Outra brincadeira criativa é “Como será o Bebê”. Para realizá-la, os convidados se dividem em grupos de até cinco pessoas. Cada grupo terá à disposição fotos de bebês, tesoura, cola e uma folha de sulfite. Com o material, eles deverão “montar” um bebê. Sem saber a autoria, a mamãe escolhe o mais bonito. O grupo vencedor ganha um prêmio.

Último acesso: 05 May 2021 - 18:03:27 (215564).

Leia também

TV CARAS