Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Bebê / Pós-parto

Bárbara Evans mostra seu corpo apenas 6 dias após o parto

Apenas seis dias após dar à luz gêmeos, Bárbara Evans revela como o seu corpo está durante a recuperação depois do parto

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 03/12/2023, às 18h22

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Bárbara Evans - Foto: Reprodução / Instagram
Bárbara Evans - Foto: Reprodução / Instagram

A modelo e influenciadora digital Bárbara Evans surpreendeu ao mostrar o seu corpo durante o pós-parto. Apenas seis dias após dar à luz gêmeos, ela surgiu apenas de lingerie na frente da câmera para mostrar como está sendo a recuperação do seu corpo.

Ela mostrou os vários ângulos do seu corpo para exibir como é a recuperação após a gestação. Inclusive, ela deixou evidente que sua barriga está desinchando para voltar ao tamanho normal de antes da gravidez.

“Alimentando a curiosidade alheia. 6º dia pós-parto”, disse ela na imagem. Vale lembrar que o nascimento dos bebês Álvaro e Antônio aconteceu no dia 27 de novembro de 2023. Ela também é mãe de Ayla, de 1 ano. Os três são frutos do casamento dela com Gustavo Theodoro

Bárbara Evans

Bárbara Evans

Bárbara Evans

Bárbara Evans

Bárbara Evans

Bárbara Evans engravidou por meio da fertilização in vitro e já contou sobre o procedimento

Bárbara Evans revelou a gravidez para os fãs no dia 15 de maio e contou que espera o nascimento de dois meninos gêmeos. Ela engravidou por meio da fertilização in vitro e está radiante. Tanto que ela já contou detalhes de como foi o processo para engravidar.

Estamos tentando já há algum tempo. Fizemos fertilização novamente. Já tínhamos alguns embriões guardados.  (...) Fizemos todo o preparo, muito hormônio! Era o terceiro mês. Meu endométrio ficou bom quando eu estava com 53 quilos. No sexto dia após a transferência, eu acordei 7h da manhã e tive um sonho que estava grávida de gêmeos e fiz o teste. Deu positivo. Comecei a ter um corrimento marronzinho e a médica falou que era comum em gêmeos. No sétimo dia pós-transferência, eu fiz o exame de sangue e estava mais alto do que na época da Ayla. Tive um sangramento real, ficou sangrando o dia inteiro. Esse sangramento podia ser um deles que estava descolando. Só que a gente não achou o que era, de onde estava vindo o sangue. Eu fui refazer o beta e deu 11 mil, levei um susto, mas fiquei muito feliz. Estou grávida de dois bebês. Esperamos dar seis semanas, que é onde o coração começa a bater e vimos que está tudo certo. Está tudo certo, tudo bem”, disse ela.

Logo depois, Bárbara Evans contou que, antes de colocar os embriões no útero, realizou um exame nos embriões para ver a possibilidade de genes que possam indicar doenças. Com isso, ela descobriu que os embriões tinham genes cancerígenos. “A gente fez as biópsias em todos os embriões e também para o gene cancerígeno. O que aconteceu? A gente usou todos os que não tinham nada genéticamente. Nós optamos por colocar os meninos, tinham dois meninos e duas meninas, por causa da doença genética, que em menino é mais difícil ter o câncer de mama do que em mulher. Todos os quatro eram portadores do gene cancerígeno e por conta disso a gente preferiu colocar os meninos porque a chance de ter o câncer é mais difícil. Agora estou grávida de dois meninos”, disse ela, que ainda explicou: “Por se tratar de doença, foi permitido divulgar o sexo para a gente. Foi por isso que a gente soube o sexo antes”.