Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Rumores

Zilu quer resgatar o álbum de fotos de Wanessa que foi encontrado em caçamba

Zilu Camargo expressou o desejo de mandar buscar o álbum de fotos da filha, Wanessa Camargo, que foi encontrado em uma caçamba de Goiânia

por Priscilla Comoti

pcomoti_colab@caras.com.br

Publicado em 15/11/2023, às 19h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Zilu e Wanessa Camargo - Foto: Reprodução / Instagram
Zilu e Wanessa Camargo - Foto: Reprodução / Instagram

A socialite Zilu Camargo demonstrou que quer recuperar o álbum de fotos do casamento da filha Wanessa Camargo que foi encontrado em uma caçamba em Goiânia, Goiás. De acordo com o colunista Leo Dias, ela contou que quer enviar uma pessoa para buscar o álbum que está na casa de um homem que o encontrou.

O álbum foi encontrado há pouco tempo em uma caçamba e deu o que falar na internet. Os internautas levantaram a hipótese de ter sido jogado fora após a separação de Wanessa e Marcus Buaiz. Porém, a cantora negou os rumores. Ela garantiu que não jogou fora o seu álbum e que ele está guardado em sua casa.

Inclusive, ela contou que o álbum encontrado era da empresa que fotografou o evento na época.Wanessa segue com os álbuns e fotos em casa e não se desfez de nenhuma memória. Após notícias veiculadas na mídia de que Wanessa Camargo teria se desfeito dos álbuns de fotos de seu casamento com o empresário Marcus Buaiz, a assessoria informa que a cantora continua com posse de todo o material que recebeu na época do evento. Se alguma cópia oficial foi descartada, a empresa das imagens, Prime, com sede em Goiânia, pode ter se desfeito do material que continham, assim como foi revelado que se desfizeram de outros materiais de casamentos”, informou a equipe dela. 

Então, o dono da empresa que fez as fotos confirmou que uma cópia do álbum sumiu do acervo deles. "Sumiu da nossa empresa. Estava no arquivo morto. Como já tem 15 anos, o papel já não é o mesmo, a diagramação, várias coisas mudaram, até a capa. Esses álbuns antigos a gente mantém em um acervo. Se um dia a gente precisar, a gente tem lá no arquivo. Sumiu do nosso acervo", afirmou o fotógrafo Edgar Oliveira.