Revista CARAS
Busca
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Agradeceu!

Zé Vaqueiro faz primeiro show após nascimento do filho, que segue internado

O filho de Zé Vaqueiro nasceu com má-formação no fim de julho; cantor se apresentou no Maranhão

Zé Vaqueiro - Foto: Reprodução / Instagram
Zé Vaqueiro - Foto: Reprodução / Instagram

Nesta sexta-feira, 18, o cantor Zé Vaqueiro fez seu primeiro show após o nascimento do filho, Arthur, que segue internado por conta de problemas recorrentes de uma má-formação congênita, a síndrome da trissomia do cromossomo 13.

O show, que retoma a agenda de Zé Vaqueiro, aconteceu em Imperatriz, no Maranhão. O cantor pernambucano, que tem apenas 24 anos, usou as redes sociais para agradecer à presença e ao carinho do público.

"Obrigado pelo carinho de cada um de vocês. E pela recepção, mais uma vez, maravilhosa. Deus abençoe", escreveu.

zé vaqueiro

Caçula de Zé Vaqueiro com a esposa Ingra Soares, Arthur nasceu no dia 24 de julho. O casal também é pai de Daniel, de 3 anos, e Nicole, de 13 anos. A síndrome de Patau é uma doença genética caracterizada por um cromossomo a mais, o que causa problemas de má-formação no rosto e nos membros e nos sistemas nervoso, cardíaco e urinário.

Antes do show, o artista relembrou como descobriu a doença do filho cantor e explicou que o filho ainda está internado: "Ele ainda está no hospital, mas a gente tem visitado ele, acompanhado, orado muito e dando amor e carinho. Se Deus operar, vamos levar ele para casa. Ele está pertinho da gente. Quando a saudade aperta, a vontade de levar para casa é gigantesca, mas creio que é tudo no tempo de Deus. Desde já agradeço o carinho que vocês tiveram e as orações. Continuem orando."

"Fizemos vários ultrassons para acompanhar, e foi detectado a megabexiga. O médico disse que se essa megabexiga não diminuísse, possivelmente seria um indício de que nasceria com alguma síndrome. [...] Ela fez um exame bem invasivo, teve que furar a barriga da Ingra, e ele (médico) coletou a amostra para sabermos qual é a síndrome. E aí foi detectada a síndrome de Patau", explicou. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!