CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / Desabafo

Whindersson Nunes rebate ataques e lamenta 'piadas' com a morte de seu filho

O humorista Whindersson se pronunciou após ser apontado como 'defensor de Neymar' na polêmica das privatizações das praias brasileiras

Whindersson Nunes - Foto: Reprodução / Instagram
Whindersson Nunes - Foto: Reprodução / Instagram

O humorista WhinderssonNunes publicou um longo desabafo em seu canal no YouTube após a polêmica da 'PEC das Praias', envolvendo o jogador de futebol Neymar Jr e Luana Piovani. Nos últimos dias, internautas apontaram que o famoso saiu em defesa do atleta por um possível apoio às privatizações das praias brasileiras.

Tudo começou quando Whindersson publicou uma mensagem em seu perfil no X, antigo Twitter, comentando sobre a briga entre Neymar e Piovani. Após a fala do humorista em relação ao assunto, seguidores alegaram que o artista deu a entender que não era certo criticar o jogador, uma vez que ele havia ajudado vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul.

"A irmã do Ney, a Rafa, simplesmente mandou o jato do Ney entregar oito drones de levar comida e água para pessoas ilhadas, sem pestanejar, sem pedir favor, difícil hoje em dia. Sempre que eu faço uma m*rda não pública, eu penso, me defenderiam disso? Qual seria o preço?", escreveu Whindersson, na ocasião.

Logo depois, ele passou a receber diversos ataques, incluindo piadas sobre a morte de seu filho, João Miguel. O pequeno, fruto de seu relacionamento com a influenciadora Maria Lina, faleceu em 2021 dois dias após nascer prematuro.

O humorista, então, decidiu compartilhar um pronunciamento no YouTube a respeito das críticas por supostamente ter 'defendido' Neymar. "Ultimamente meu nome tem estado nos trending topics porque eu supostamente teria defendido o Neymar no negócio de privatizar praia. Logo eu, né?!", iniciou.

Em seguida, Whindersson esclareceu o que quis dizer sobre o craque: "Quando eu respondi ao tweet, eu só tinha falado sobre ficarem condenando muito a pessoa, sendo a situação difícil que estava precisando de ajuda pra poder ajudar outras pessoas. Aí as pessoas começam a falar: 'Ah, agora não pode ser escr*to só porque ajudou a mandar uns drones'", disse, ressaltando que qualquer pessoa que se disponibilizasse a ajudar, ele teria aceitado de prontidão. 

Por fim, o humorista lamentou os comentários sobre a morte de seu filho. "Essas pessoas estavam fazendo piada com a morte do meu filho. Com isso, eu vi que não é questão de ajudar ou não. As pessoas têm alguma opinião e elas gostam de manter até o fim", concluiu ele.

O desabafo de Maria Lina

A influenciadora digital Maria Lina usou as redes sociais para se pronunciar a respeito dos ataques que o filho falecido, João Miguel, passou a receber desde que Whindersson Nunes publicou um forte desabafo. Através de seus stories no Instagram, a ex-noiva do humorista expôs algumas ofensas direcionadas ao bebê e lamentou que uma criança, que nada tem a ver com o assunto, seja alvo de comentários maldosos.

Em um longo relato, Maria afirmou estar cansada de posts debochando da morte do filho. João Miguel faleceu em maio de 2021, poucos dias após nascer de forma prematura. "Querer ofender a todo custo alguém, usando uma criança que não está mais aqui? Essa criança tem mãe, avós, tios. São anos calada, anos tentando junto com a minha família eternizar meu filho com o maior amor e respeito do mundo", iniciou ela.

"Digo que são anos vendo meu filho virar ofensa pro próprio pai, que também sente as dores. E eu também sinto. Minha mãe também sente. Mas no fim, vocês só querem jogar baixo, só querem ofender, não importa como", continuou Maria Lina em outro trecho. Confira mais detalhes!