Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARASSpotify Revista CARAS
Atualidades / Polêmica

Valença Sotero conta o que ouviu de Leo Dias sobre o caso Klara Castanho nos bastidores do Troféu Imprensa

A jornalista Valença Sotero, diretora da CARAS, estava no camarim quando Leo Dias expôs a história do drama da atriz Klara Castanho para os jornalistas que foram jurados no Troféu Imprensa

CARAS Digital Publicado em 28/06/2022, às 13h51

Valença Sotero e Leo Dias - Fotos: Divulgação; Reprodução
Valença Sotero e Leo Dias - Fotos: Divulgação; Reprodução

A jornalista Valença Sotero, que é diretora da CARAS, revelou que detalhes da história do drama envolvendo a atriz Klara Castanho foram revelados pelo colunista Leo Dias nos bastidores do Troféu Imprensa, gravado há poucas semanas. Ela contou que o colunista deu detalhes sobre o caso em uma conversa no camarim nos bastidores da premiação com os jornalistas que foram jurados na atração.

Valença contou que ficou impressionada com a exposição que ele fez sobre o caso, que, até então, era sigiloso e não tinha vazado. “Estávamos no camarim, antes de entrar para gravar o Troféu Imprensa, exatamente aquele momento que os jornalistas todos se encontram e estão falando um pouquinho de mercado e tal. De repente, Leo veio com essa: que tinha uma história que ele estava horrorizado, muito comovido... E ele não relutou nenhum pouco em contar com detalhes e ele realmente tinha todos esses detalhes. Ele disse que a enfermeira que tinha o abordado, que ela tinha sido estuprada e que ela tinha dado a criança para a adoção, que teve audiência de custódia e que a menina Klara precisou várias vezes validar isso para ver se realmente era definitivo. Leo até disse que se ofereceu para adotar a criança, de tão horrorizado que ele ficou e tinha detalhes, data do parto”, disse ela.

A jornalista ainda contou sobre o que sentiu da postura do colunista. “Então assim, ao mesmo tempo em que ele se dizia horrizado com a notícia, ele não tinha o menor problema em divulgar e vazar. Ele falou: 'Eu não vou dar essa notícia, não sei quem vai dar essa notícia, mas eu não tenho coragem de dar'. Realmente essa história ficou pública ali”, afirmou, e completou: “Ele falava do assunto sem nenhum constrangimento e ele tinha toda a história com riqueza de detalhes. E parece que a única história que ele não colocava fé ou duvidava, ou que ele desmerecia, era a história do estupro. Isso parecia que para ele não estava certo, era um detalhe, era estranho. Ele achava estranho o estupro, e todo o resto ele ficou horrorizado”.

Leão Lobo também contou que descobriu o assunto por Leo Dias nos bastidores do Troféu Imprensa

Nesta semana, o jornalista Leão Lobo também revelou que ouviu a história sobre Klara Castanho por meio de Leo Dias no camarim do Troféu Imprensa. Ele fez a revelação no programa Revista da Cidade, da TV Gazeta. 

"Nós ficamos sabendo, nós, profissionais da imprensa especializada nessa coisa da fofoca, todos juntos no camarim do Troféu Imprensa pelo Leo Dias, que nos pediu sigilo absoluto", contou ele, e completou: "Que nem precisaria, porque a história é tão triste e tão pessoal, ninguém tinha o direito de invadir. Eu até tinha esquecido, foi assim: 'isso não é pra contar'".

Leão Lobo também disse: "De repente, no dia 24, de forma cruel e sem nenhum tipo de preocupação e respeito com o outro sobre o vazamento do drama de Klara Castanho, desnecessário e leviano, isso não passa nem perto de jornalismo".