Revista CARAS
Facebook Revista CARASTwitter Revista CARASInstagram Revista CARASYoutube Revista CARASTiktok Revista CARAS
Atualidades / Pedra fundamental

Um novo complexo une o passado e o futuro

Convidados celebram a pedra fundamental de projeto cemiterial na zona sul do Rio de Janeiro

Estúdio CARAS Publicado em 18/12/2018, às 12h43

Geraldo Monge, Presidente da Concessionária Rio Pax, e Daniela Mantovanelli, Coordenadora Geral de Cemitérios e Serviços Funerários do MRJ - Bruno Ryfer
Geraldo Monge, Presidente da Concessionária Rio Pax, e Daniela Mantovanelli, Coordenadora Geral de Cemitérios e Serviços Funerários do MRJ - Bruno Ryfer

Passado e futuro se unem em um dos projetos arquitetônicos mais ousados do mercado cemiterial brasileiro.

O mais famoso, tradicional e icônico cemitério carioca, o São João Batista, na zona sul do Rio, lançou a Pedra Fundamental do seu primeiro complexo crematorial, velatório e cemiterial.

O novo espaço vai englobar um avançado cemitério vertical, equipado com tecnologia de ponta sustentável, patenteada, chamada de Eco No-Leak, o primeiro crematório da região e um programa de resgate da história e memórias do cemitério, através das valorosas obras de arte e personalidades sepultadas no local.

Esse projeto surgiu através de uma parceria entre a concessionária Rio PAX na figura do presidente, Geraldo Monge, e a coordenadora geral de cemitérios e serviços funerários, Daniela Mantovanelli, com o objetivo de trazer para o município os conceitos tecnológicos e sustentáveis mais avançados e disponíveis no setor, restituindo a população com serviços públicos de excelência.

Para este programa, além do lançamento da Pedra Fundamental do novo complexo, será resgatada a preservação do acervo cultural e a memória histórica do cemitério, fundado em 1852 por D. Pedro II, através de visitas guiadas e outras ações a partir de 2019, incentivando o turismo cemiterial na cidade do Rio e Janeiro, como circuito cultural permanente a visitas tanto para moradores como para turistas.