CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil

Susana Vieira diz não entender sua fama de grosseira: "Sou ótima colega"

Susana Vieira reflete sobre sua carreira e diz não entender sua fama de grosseira, adquirida ao longo dos anos com seu trabalho na TV; saiba mais!

Susana Vieira - Foto: Reprodução / Instagram
Susana Vieira - Foto: Reprodução / Instagram

A atriz Susana Vieira refletiu sobre seus 50 anos de carreira e confessou não entender o motivo de ter fama de ser uma pessoa grosseira e difícil de lidar. Em participação recente no Conversa com Bial, programa de Pedro Bial na Globo, a artista expôs detalhes de sua vida pessoal, e como isso acabou afetando seu trabalho.

Na entrevista, Susana falou sobre a perda de sua mãe aos 50 anos e como o luto teve um impacto em sua vida. "Aquela perda me fez mudar. Tenho um filho só, o Rodrigo, mas acho que a perda de uma mãe, em qualquer idade, é a maior perda do mundo. Eu me senti sozinha, senti que nunca mais ia ter um colo. O colo de uma mãe não é igual a nada, uma mãe aceita tudo de você", desabafou a famosa.

Segunda a atriz, o luto chegou até a impactar sua vida profissional, o que acarretou sua 'fama de grosseira'. "Após a partida da minha mãe fiquei muito defensiva. Durante todo esse tempo na TV muita gente acha que sou insuportável. 'Vai ter Susana, cuidado!' Não sei o porquê. Sempre fui ótima profissional, uma ótima colega, sempre cheguei na hora, decoro o texto e sou gentil com quem eu trabalho", defendeu Susana.

Confira:

Susana Vieira abre o jogo sobre beijos e bastidores de novelas

Ainda em sua participação do Conversa com Bial, Susana Vieira abriu o jogo e falou sobre os beijos técnicos ao longo de sua carreira. E segundo a atriz, os beijos técnicos não existiam. Na conversa, ela entregou histórias dos bastidores e disse que foi a primeira mulher a beijar Tarcísio Meira em cena, além de sua própria esposa, Glória Menezes.

"Que pena que eu não posso dar nomes. Tem beijos melhores e piores. Os beijos são reais. Beijo técnico é feio. Tarcísio foi a pessoa que me ensinou a beijar na boca, com a Glória perto, eu morria de medo. Que homem maravilhoso, que divino. É o maior galã da televisão brasileira. O pior não somos as mulheres, são os homens. Eles têm o problema de serem pegos sem estar no momento de tesão, no sentido descanso. E todos os casados, se travavam. Ou tinham uma ereção, que acontecia de você acabar tendo um caso com a pessoa. Não quero dizer que é todo mundo", comentou.

Ao assistir uma cena de beijos quentes com José Wilker, Susana o elogiou: "Meu melhor companheiro de viagem, ele me mostrou que era para brincar mesmo. Ele me trouxe uma seriedade para a profissão, ele era um homem muito culto". E Bial brincou: "E era ereto?". "Ereto, sim. Ele foi meu melhor amigo, melhor companheiro de trabalho".