atualidades Caridade

Solidariedade! Henrique Fogaça faz boa ação e leva cachorra para doar sangue para Brumadinho

O chef se mobilizou para ajudar as vítimas do desastre em Minas Gerais

CARAS Digital Publicado terça 29 janeiro, 2019

O chef se mobilizou para ajudar as vítimas do desastre em Minas Gerais
Henrique Fogaça - Reprodução/ Instagram

Henrique Fogaça, jurado do Master Chef, surpreendeu os fãs nesta segunda-feira, 28, ao registrar uma boa ação lindíssima.

Sensibilizado pelo desastre em Brumadinho, o chef de cozinha levou a cachorra, Granola, para doar sangue e ajudar os animais sobreviventes da tragédia de Minas Gerais e fez questão de registrar o momento emocionante no Instagram.

“Bom dia... Ontem foi dia da minha Granola Fogaça fazer doação de sangue para os animais que sobreviveram à tragédia de Brumadinho!”, escreveu na legenda da foto. “Quem puder ajudar, por favor, entrar em contato com a The Point Pet... Obrigado! Qualquer doação será muito bem vinda", completou, pedindo ajuda dos seguidores solidários.

O rompimento da barragem que deixou milhares de pessoas e animais em situação para lá de complicada ocorreu no sábado, 26.

DEFENSORA DOS ANIMAIS EM BRUMADINHO

A defensora dos animais Luisa Mell chegou a Brumadinho com sua equipe nesta segunda-feira, 28, e está indignada com a forma como estão tratando os animais acidentados na tragédia, após o rompimento da barragem. 

Nesta terça-feira, 29, ela postou um vídeo em sua rede social denunciando o fato de agentes estarem executando os animais na lama, por meio de tiros vindos dos helicópteros. “Está explicado por que não me deixaram ir no helicóptero, porque eles não queriam salvar os animais, eles queriam assassinar os animais, que é o que eles estão fazendo agora atirando do helicóptero”, afirmou.

Segundo ela, quando ficou sabendo da notícia não conseguiu acreditar. “Os animais estão pagando pelo crime da Vale! Eram 14h37. Um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazia voos rasantes em uma área devastada do Córrego do Feijão, numa região isolada e mais próxima da barragem de rejeitos. Um agente armado com fuzil mirava, de dentro do helicóptero, em locais onde enxergava animais na lama e disparava.”

Último acesso: 04 Jun 2020 - 19:03:10 (312369).