CARAS Brasil
Busca
Facebook CARAS BrasilTwitter CARAS BrasilInstagram CARAS BrasilYoutube CARAS BrasilTiktok CARAS BrasilSpotify CARAS Brasil
Atualidades / GENTE!

Sabotagem? Acidente gravíssimo de Dani Winits quase terminou em tragédia

Sabotagem? Acidente gravíssimo de Dani Winits quase terminou em tragédia e virou caso de polícia; relembre

Gustavo Assumpção

por Gustavo Assumpção

gassumpcao@caras.com.br

Publicado em 11/09/2023, às 17h32

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Sabotagem? Acidente gravíssimo de Dani Winits quase terminou em tragédia - Reprodução/ Instagram
Sabotagem? Acidente gravíssimo de Dani Winits quase terminou em tragédia - Reprodução/ Instagram

O retorno de Danielle Winits aos musicais na produção O Mágico de Oz marca a volta por cima definitiva da artista. É que há pouco mais de dez anos, a atriz passou por uma situação absurda em que poderia ter se ferido gravemente. 

Tudo aconteceu em uma sessão do espetáculo Xanadu, cuja versão brasileira era dirigida por Miguel Falabella. Na montagem, Danielle Winits estrelava a peça ao lado do ator Thiago Fragoso. Só que os dois passaram por um susto em 2012, dias após a estreia.

É que durante uma das apresentações no Teatro Casagrande, no Leblon, zona sul do Rio de Janeiro, um cabo de aço se rompeu e os protagonistas da peça despencaram de uma altura de cerca de cinco metros. Na ocasião, a atriz sofreu um corte na boca, foi atendida e levada para o hospital. Espectadores também ficaram feridos.

Fragoso se feriu ainda mais: ele teve traumatismo na região abdominal e foi levado ao Hospital Miguel Couto, onde passou por exames. O caso chocou a classe artística na época, já que o espaço seguia rígidos protocolos de segurança. 

Leiaa também: Uma tragédia abala Danielle Winits e Thiago Fragoso em 'Xanadu'

Na época, a artista foi à Justiça e pediu uma indenização. "A empresa que causou isso tem que ser responsabilizada, pela gravidade da lesão e pelo impacto econômico que isso causou", disse o representante da artista ao g1. Na época, foi ventilada a hipótese de sabotagem. As investigações da 14ª DP (Leblon) apontaram como culpados pelo acidente o dono da empresa que forneceu o equipamento usado em cena e a técnica que operava os cabos usados no sobrevoo.

Na época, empresa responsável pelos cabos, Set Cavalheiro FX, também se pronunciou por meio de Pedro Cavalheiro, irmão dos sócios. “Trabalhamos com a hipótese de sabotagem. Sem interferência humana não existe a possibilidade de um cabo desses se romper”, garantiu ele, reforçando que diariamente o equipamento era checado antes do início do espetáculo. O caso se arrasta na Justiça até hoje